Comando Noticias– Seu Portal de Notícias em Indaiatuba - 20/02/2018

Publicado em: 06 fevereiro 2018

Prefeitura apresentará ônibus da Sancetur na quarta-feira

Funcionários da Citi tem medo de não serem contratados pela Sancetur.

8d3e7cd01f5821a6ea461583aad72abf

INDAIATUBA – Está marcada para a manhã de quarta-feira, dia 7, a apresentação dos ônibus da empresa Sancetur – Santa Cecília Turismo, que assumirá o transporte público da cidade a partir de sábado, dia 10. Na ocasião, de acordo com a assessoria de imprensa do executivo, haverá uma entrevista coletiva com o prefeito Nilson Gaspar (PMDB).

A Sancetur passará a operar o transporte na cidade depois que a Prefeitura conseguiu vencer a Companhia de Transportes de Indaiatuba (Citi), da Rápido Sumaré, na Justiça. A liminar que mantinha a empresa dos ônibus laranja e cinza foi extinta na semana passada e um decreto do prefeito marcou para esta semana a troca de mãos (e cores) no transporte de passageiros. Alguns dos ônibus da Sancetur, amarelos e pretos, estão pintados com o nome “Sou Indaiatuba”. A empresa também é responsável pelo serviço escolar de transportes de Indaiatuba.




Nesta segunda (5), o Comando Notícia revelou em reportagem que alguns dos funcionários da Citi estão inseguros quanto às mudanças anunciadas na semana passada. Sob anonimato, afirmaram que tem medo de perder o emprego, já que muitos coletivos da Sancetur são para motoristas-cobradores, ou seja, “eliminam” uma vaga, colocando o motorista para também cobrar.

A Prefeitura já afirmou publicamente que intermediará as conversas para que os funcionários da Citi migrem para a Sancetur e alguns deles confirmaram ao Comando Notícia que fizeram testes na nova empresa, mas apenas os motoristas, nenhum cobrador ouvido pela reportagem foi até a nova empresa.

O Comando Notícia também apurou que dificilmente a Citi recorrerá da decisão, pelo menos foi o que a reportagem ouviu de pelo menos três fontes diferentes. De acordo com as mesmas, o descumprimento de uma tolerância maior por parte da Prefeitura teria desmotivado a empresa a se manter na cidade, deixando o caminho livre para a Sancetur.

Imbróglio

O juiz que extinguiu o mandado de segurança é o mesmo que em novembro considerou “nulo” o cancelamento do contrato feito pela Prefeitura pela administração, de acordo com ele mesmo, não ter oferecido a “ampla defesa e o contraditório”. O Comando Notícia mostrou no mesmo mês que a Prefeitura rompeu o contrato mesmo depois de ter negociado e recebido parte da dívida da empresa com o poder público.

Um áudio vazado na mesma semana, mostrou o prefeito Nilson Gaspar (PMDB) convidando os motoristas da Citi para conversarem com a Sancetur e negociarem  a contratação na nova empresa, em pleno vigor do mandado de segurança.

Operação normal

Mesmo operando sob decisão judicial, a empresa continuou os serviços normalmente, alterando o itinerário de linhas, o horário de outras, apresentando pesquisas de satisfação, realizando normalmente o cadastramento de estudantes e até apresentando dados sobre a utilização da integração. Ao Comando Notícia, a Citi afirmou que não subiria a tarifa neste ano.

foto: divulgação

Notícias relacionadas

Siga nossa página no facebook
error: Conteúdo Protegido!