Cidades

Aposentadoria especial: Veja 3 formas de obter benefício com tempo reduzido

Aposentadoria deveria ser uma coisa simples, mas não é fácil. Fica ainda mais difícil quando o benefício pretendido envolve a prova de atividades especiais, insalubres, perigosas e penosas.

O trabalhador tem que pensar nos preparativos e, depois que o benefício começa a ser pago, ainda tem que conviver com as consequências desta escolha.

Qual profissão garante a aposentadoria especial?

O erro mais comum de quem quer uma aposentadoria especial é querer saber qual profissão garante este direito.

A profissão não importa. O que deve ser analisado são as condições em que o trabalho foi desenvolvido.

O segurado, se for empregado, deve solicitar na empresa o Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP).

Caso ele seja um trabalhador por conta própria, o documento essencial é o Laudo Técnico das Condições Ambientais do Trabalho (LTCAT). O passo seguinte é acertar o Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS).

Testagem da qualidade do PPP e do LTCAT

Não adianta ter o PPP e o LTCAT prontos, em mãos, e só ficar esperando a hora da aposentadoria chegar. O INSS pode não aceitar o documento e, por algum erro material ou até mesmo formal, negar a aposentadoria.

 

 

 

 

 

Com informações G1 Ribeirão Preto e Franca

Foto: Mariana Alejarra/PR/Divulgação