CidadesIndaiatuba

Arrecadação de multas de trânsito cai 21% em Indaiatuba no primeiro semestre

HUGO ANTONELI JUNIOR

INDAIATUBA – Caiu 21,2% a arrecadação de multas de trânsito na cidade na comparação do ano passado com 2018. Houve redução também de 4,14% no número de infrações de trânsito. Os dados foram compilados pela Prefeitura a pedido do Comando Notícia e são referentes aos seis primeiros meses do ano.

Foram registradas 20.619 multas neste ano contra 21.534 no ano passado. A arrecadação neste ano foi de R$ 2.204.613,21. No ano passado, as multas renderam R$ 2.797.998,21. O preço de cada penalidade varia conforme a gravidade, mas a média das multas deste ano é de R$ 106, do ano passado, R$ 129.

As cinco mais aplicadas, de acordo com dados da Prefeitura, são dirigir em excesso de velocidade em até 20% ao permitido na via, dirigir segurando o telefone celular, estacionar em desacordo com a regulamentação do estacionamento rotativo (Zona Azul), excesso de velocidade de 20% a 50% e estacionamento em local proibido.

Pagamento poderá ser por cartão

Depois de regulamentado no ano passado e suspenso em maio, o pagamento de multas com cartões de crédito voltou a ser liberado pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), por meio de uma resolução publicada na semana passada. Com isso, as infrações de trânsito poderão até ser parceladas em 12 vezes, mas com a devida cobrança de juros pela entidade financeira do cartão, como quando as compras a prazo não são parceladas pela própria loja. De acordo com o Denatran, o parcelamento será totalmente entre a operadora do cartão e o proprietário do veículo.

O órgão de trânsito continuará recebendo o valor à vista e a regularização do veículo será imediata – não precisa esperar até a última parcela. O serviço não será obrigatório, então cada entidade deve optar ou não.

foto: divulgação