Cidades

Bolsonaro teve contato com secretário diagnosticado com coronavírus

Fabio Wajngarten, secretário de comunicação do governo federal, está com coronavírus, confirmou na manhã desta quinta-feira (12) o próprio governo. Ele já está de quarentena, mas antes teve contato com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Outras pessoas que tiveram contato com ele, como o próprio presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, também correm risco de infecção.

O presidente  cancelou viagens e toda a equipe brasileira que está de volta ao Brasil será monitorada. Wajngarten fez o teste no hospital Sírio Libanês e teve a confirmação do coronavírus. Uma contra-prova foi feita e o resultado deve sair ainda hoje.

Wajngarten fez parte da comitiva do governo que viajou nesta semana para a Flórida, nos Estados Unidos, para uma série de compromissos. Ele viajou junto com o presidente Jair Bolsonaro. Na nota em que informou que o secretário contraiu o vírus, o governo disse também que o serviço médico da Presidência está tomando medidas para preservar a saúde de Bolsonaro e de toda a comitiva.

“O serviço médico da Presidência da República adotou e está adotando todas as medidas preventivas necessárias para preservar a saúde do Presidente da República e de toda comitiva presidencial que o acompanhou em recente viagem oficial aos Estados Unidos, bem como dos servidores do Palácio do Planalto”, afirmou o governo.

De acordo com o Planalto, o governo brasileiro comunicou às autoridades do governo norte-americano sobre a infecção de Wajngarten. O Ministério da Defesa informou que, por precaução, o estado de saúde do ministro Fernando Azevedo e Silva, que também esteve na comitiva, está sendo monitorado.

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, outro integrante da comitiva, disse que vai participar de seus compromissos nos próximos dias por videoconferência.

Resultado de teste do presidente sai amanhã

O presidente Jair Bolsonaro fez nesta quinta (12) o teste do novo coronavírus. O resultado sai amanhã, segundo informações do jornal o Estado de São Paulo. Bolsonaro passou a ser monitorado após a confirmação de que o chefe da Secretaria de Comunicação, Fábio Wajngarten, está com a covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. O filho do presidente, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) também realizou um teste na tarde de hoje. Ele disse que está “sem sintomas”, mas fará o exame por precaução.

foto: divulgação