CidadesIndaiatuba

Casal formado em aplicativo de relacionamento comemora primeiro Dia dos Namorados

JOSEANE MIRANDA

A internet mudou o mundo em todas as áreas. Neste Dia dos Namorados o Comando Notícia revela como essa revolução provocou mudanças nos relacionamentos amorosos no Brasil. Desde o surgimento da internet, dos primeiros chats de bate-papo até a consagração das redes sociais e dos aplicativos de mensagens instantâneas. A revolução digital popularizou também aplicativos específicos de namoro que os solteiros buscam como mais uma forma de engatar uma conversa com alguém interessante e porque não aumentar as chances de iniciar um namoro.

Os aplicativos de namoros estão totalmente consagrados no Brasil e foi um deles que uniu o casal Marisi Cristina Trigo Ilis e Sérgio Elias Abreu Júnior. Sérgio conta que depois de esgotar todas as possibilidades de encontrar uma pessoa no ciclo de amizade e por ser tímido e muito caseiro, não enxergava outra alternativa a não ser por algum site de relacionamento.

“Me cadastrei em alguns aplicativos, mas logo excluía a conta após verificar os tipos de perfis que encontrava. O aplicativo que me agradou foi o Zoosk.” Eles começaram a conversar no dia 3 de julho do ano passado e estão namorando desde 15 de novembro. O primeiro encontro frente a frente sem ter telas e tecnologia como intermediários ocorreu em 27 de julho do ano passado. “O período de julho a novembro foi o período em que nos conhecemos mais, até decidirmos pelo namoro”.

“Tinha me cadastrado no aplicativo, verifiquei alguns perfis, mas nada me chamava a atenção. No aplicativo você coloca algumas configurações de busca e minhas configurações nunca apareceria ela”, relembra Sérgio. Sérgio é de São Paulo e buscava relacionamento na própria cidade. No entanto, o interesse foi por alguém de um local um pouco mais distante.

“Neste aplicativo existe uma brincadeira que se chama carrossel e fui ver como funcionava, você tinha que escolher quantas pessoas que te interessa entre um total de 100. Na sequência o aplicativo indicava uma só para você ler o perfil, pessoas aleatórias, em uma das vezes que passou vi a foto dela, selecionei o perfil e não selecionei mais nenhum, como só tinha selecionado o perfil dela o aplicativo mostrou seu perfil”, relembra.

Sérgio conta que na hora sentiu algo diferente. “Disse é ela: tenho que conhecê-la, foi quando paguei o App para desbloquear a conversar. Mandei uma mensagem e não tive resposta, aguardei dois dias e nada, então enviei uma mensagem me apresentando e dizendo o quanto ela tinha me chamado a atenção”.

Marisi respondeu após a apresentação e a demonstração de interesse de Sérgio. “Começamos a conversar e o primeiro encontro foi quase 30 dias depois”, diz. Sérgio saiu de São Paulo e viajou até Indaiatuba para conhecer Marisi. Ele fala que conversou com ela e pediu que ela escolhesse um restaurante para o primeiro encontro que aconteceu em uma noite de sexta-feira.

“Pedi que escolhesse onde ficaria mais confortável a ela, não conhecia a cidade e não queria arriscar”, confessa. “Foi um encontro muito agradável, conversamos bastante, tive a comprovação da foto que apareceu para mim, realmente era uma mulher linda e maravilhosa que estava conhecendo”, fala apaixonado.

Foi no encontro que ele teve a primeira certeza de muitas outras que viriam nestes últimos meses. “Neste dia tive a confirmação que ela era a pessoa certa que eu estava procurando, daí por diante começou meu trabalho para conquistar seu coração. Dias depois, para minha surpresa e maior alegria, algo despertou em seu coração um sentimento por mim, ela me chamou para conversar e graças a Deus estamos juntos até hoje”.

Essa foi a primeira experiência de Sérgio com aplicativos de relacionamento. A comemoração do casal pelo Dia dos Namorados será no sábado. O interesse em conhecer pessoas novas também levou Marisi para o aplicativo de relacionamento. Marisi havia passado por uma experiência chata em outro aplicativo de relacionamento e deletou a conta. Retornou um ano depois e foi por este meio digital que conheceu Sérgio.

“O App só permitia você conversar com alguém se pagasse, fiz o cadastramento, mas ninguém me chamou a atenção para início de conversa. Deixei o App em stand by até que o Sérgio me chamou. Nas primeiras tentativas dele eu não o respondia, até que ele resolveu enviar uma mensagem em que dizia quem era, e quais as intenções. Isso me  chamou a atenção”, revela Marisi.

Os dias seguiram com algumas conversas pelo aplicativo até ele adicioná-la no Facebook. Marisi revela que teve bastante cuidado com o primeiro encontro. Avisou as amigas mais próximas que estaria em um encontro por “receio”. “Não por ele, mas pela situação estranha”, afirma.

Ao relembrar do relacionamento Marisi diz que início as intenções dela era “apenas amizade”. “Porém como já havia tempo em que nós estávamos conversando, ele foi me conquistando aos poucos”. “Faz sete meses que começamos a namorar e estamos muito felizes e com a certeza que daremos em breve um passo adiante, nosso casamento”.

fotos: arquivo pessoal