IndaiatubaPolítica

CN entrevista Nilson Gaspar, prefeito e candidato à reeleição em Indaiatuba

Os candidatos que disputam o cargo de prefeito de Indaiatuba nas eleições 2020 foram convidados pelo Comando Notícia a participar de uma série de entrevistas, onde os candidatos respondem à perguntas na área da saúde, transporte, educação e segurança pública.

Eles responderam a perguntas sobre o que pretendem fazer em relação a esses temas. Além das perguntas enviadas para cada candidato (todos receberam as mesmas perguntas), os mesmos também tiveram espaço com tema livre para falar sobre propostas em outras áreas.

Participam dessa série, quatro, dos seis candidatos de Indaiatuba. O candidato Gabriel da Protechtor (PTB), como já mencionado na matéria publicada no dia 20 de outubro, não aceitou participar, e o candidato Pedro Ferrari (PT), que disse estar com a agenda cheia e por isso não teve tempo para responder às nossas perguntas.

As entrevistas serão publicadas por ordem de resposta. Confira abaixo:

 

Nilson Gaspar
Vice-prefeito: Dr. Túlio José Tomass do Couto (Solidariedade)
Coligação/Partido: “Eu Amo Indaiatuba” – composta por 10 partidos: MDB, Solidariedade, Democratas, PL, PMB, PP, PSD, PSDB, PSL e Republicanos.

Comando Notícia (CN) – Na sua avaliação, como está a Saúde em Indaiatuba, e se eleito, quais os planos para os próximos 4 anos? 
Nilson Gaspar (NG) – Sempre digo que em Indaiatuba a Saúde funciona e o planejamento faz a diferença. Enquanto muitas cidades construíram o hospital de campanha e já desmontaram, aqui nós entregamos um novo hospital com 210 leitos que foi muito importante no pico da crise da Covid-19 e agora vai continuar disponível para melhor atender a nossa população.

Dados apontam que a população aprova nossa Saúde, mas isso também não significa que não temos de estar sempre atentos para fazer os ajustes necessários constantes. Aqui, em nossa cidade, aplicamos quase o dobro do que a lei determina na Saúde.

Por isso, para seguir em frente vamos fazer o segundo piso do Hospital Dia para aumentar a capacidade de atendimento, com mais especialidades e horário estendido até as 21h. Além disso, nós vamos construir mais duas Unidades Básicas de Saúde, para dar mais suporte à atenção básica em nossa cidade. Uma será construída no Jardim do Sol e a outra na região central.

Também vamos continuar e ampliar o serviço de entrega de remédios em casa, uma medida que foi adotada durante a pandemia e que vem dando certo, facilitando a vida das pessoas, assim como o serviço Minha Saúde, com o teleatendimento, também lançado este ano e que vem sendo muito elogiado pelos usuários.

Outro assunto que seguimos monitorando de perto é a habilitação da quimioterapia na cidade. Recentemente, numa reunião no Ministério da Saúde, mais precisamente no dia 20 de outubro, o assessor especial do ministro disse que está fazendo as tratativas com as áreas técnicas para acelerar nosso pedido, uma vez que nosso processo se encontra em habilitação no Ministério, juntamente com mais três cidades.

Além da oncologia, vamos buscar credenciamento para o cateterismo cardíaco no HAOC. Vamos continuar trabalhando pela implantação do SAMU, que depende de um acordo com municípios vizinhos, governo estadual e federal.

Vamos também criar o Espaço Social da Saúde, para pessoas enfermas sem família, e construiremos um espaço hospitalar para atendimento dos casos clínicos crônicos, para internação de longa permanência, dois projetos muito importantes que atendem também uma questão social.

CN – Existe a intenção de investir em um hospital público municipal?
NG – Nós já temos o Hospital Dia, que é municipal. Além disso, temos o convênio com o HAOC, em que acabamos de entregar mais 210 leitos. Sinceramente, se alguém pensar em construir um hospital municipal agora, eu diria que é muito mais uma promessa eleitoreira do que realidade.

CN – Ainda na área da Saúde – Como resolver o problema das filas e demora nas consultas?
NG – Em nossa administração nós temos um controle e procuramos sempre atender bem as pessoas. Este ano houve um acúmulo de consultas e exames por conta da pandemia. Ficamos meses sem ter agendamentos nos postos para poder dedicar todos os esforços no combate ao Coronavírus, mas hoje podemos dizer que as coisas já estão tomando o curso natural.

Seguiremos investindo na otimização dos atendimentos, sim, pois sempre é possível melhorar, mas temos um serviço de Saúde que é exemplo para outros municípios, que inclusive mandam seus pacientes para cá.

 

CN – Quais são as suas propostas para a área da educação?
NG – A educação em Indaiatuba é excelente e é algo de que tenho muito orgulho: poder oferecer um estudo de qualidade às nossas crianças, com escolas estruturadas e com profissionais dedicados.

Vamos trabalhar para que nosso IDEB, que é o primeiro do Estado e o segundo do Brasil, se mantenha assim ou até melhore. Mas vamos investir também em mais escolas de período integral, algo que já fizemos neste mandato e seguiremos fazendo.

Também vamos retomar as negociações com o governo estadual para que possamos municipalizar o ensino fundamental II, uma preocupação dos pais que têm filhos na rede municipal.

Entre nossas propostas também estão a construção de mais 1 Complexo Educacional para atender as Regiões do Jardim Veneza e Jardim dos Sabiás e a construção de mais três creches (Morada do Sol, Campo Bonito e Centro).  Além disso, vamos terminar a reforma da escola Áurea, uma das mais tradicionais de nossa cidade.

Seguiremos investindo em tecnologia para as aulas, sempre buscando melhorar nossa estrutura, mas também vamos continuar ampliando as oportunidades de capacitação aos nossos profissionais da Educação através de cursos presenciais e à distância (EAD).

Vale lembrar que Indaiatuba também conta com uma escola técnica forte, que é a FIEC, que vem formando profissionais para o mercado de trabalho há anos e vamos fortalecer este trabalho. Uma das propostas é transformar todos os TCC’s (Trabalhos de Conclusão de Cursos) em startups, contribuindo para o fortalecimento da cultura empreendedora dentro dos cursos de Indaiatuba.

Queremos implantar o curso de Mecânica, em parceria com empresas, e também oferecer cursos específicos para qualificação profissional para empresas que venham se instalar na cidade.

 

CN – O trânsito tem aumentado bastante na cidade. Quais são as propostas para uma melhoria nesse setor?
NG – Essa questão da mobilidade é uma preocupação constante e temos feitos diversas obras importantes para facilitar a vida das pessoas. Se estas obras não acontecem, você acaba prejudicando tanto as pessoas que precisam chegar no horário ao trabalho quanto as pessoas que necessitam se locomover na cidade.

Nós acompanhamos em nosso planejamento o crescimento da frota na cidade e procuramos, dentro do orçamento, com os pés no chão, fazer as obras que a nossa cidade precisa. Além disso, temos também investido e aumentado as nossas ciclovias e ciclofaixas. Recentemente, entregamos obras muito importantes, como a nova avenida da Fundituba, a reformulação das avenidas de Itaici e da Ário Barnabé. Com toda a certeza estas obras resolveram muitos problemas para as pessoas que precisam passar por estas regiões.

Com o crescimento da cidade, já temos planejamento de obras necessárias para os próximos anos. Uma delas é a duplicação da Avenida Bernardino Bonavita até a Estrada do Fogueteiro, em parceria com a iniciativa privada. Também vamos criar mais vias de acesso, modificando a rotatória do Objetivo para o trânsito fluir melhor e vamos duplicar a Rodovia João Ceccon até o loteamento Viena, sentido Cardeal.

Também faremos uma avenida ligando a marginal da Rodovia SP-75 ao Dimpe II e estamos em tratativas com o governo do Estado para fazer o Viaduto próximo à Toyota para desafogar o trânsito no Distrito Industrial. Além disso, queremos duplicar a marginal direita, sentido Salto, passando em frente da Toyota até a divisa de Salto, isso com permissão da concessionária.

Também vamos estudar a criação de corredores de ônibus, para agilizar as viagens para os usuários do transporte coletivo, algo que também tem que ser planejado junto com o desenvolvimento da cidade. Seguiremos fazendo as obras que são necessárias para Indaiatuba continuar evoluindo.

 

CN – Segurança pública: Quais são os planos para melhorar a segurança na cidade?
NG – A segurança pública em Indaiatuba é referência nacional. No entanto, temos o cuidado de investir sempre na atualização de nossas tecnologias, que foi o grande diferencial para fazer uma das cidades mais seguras do Brasil.

O nosso plano de Segurança é muito mais do que colocar câmeras na cidade. Nós trabalhamos de forma integrada em todos os sentidos e temos softwares avançadíssimos para poder garantir o máximo de segurança a nossa população. Nossa Guarda é bem treinada e passa por avaliação constante. Esta é uma área que, se não tiver experiência em gestão para administrar, você coloca todo o investimento feito até hoje em segundo plano e a segurança da cidade vai se deteriorar.

Vamos seguir melhorando a estrutura de trabalho, com aquisição de novas tecnologias, viaturas e contratação de efetivo. Vamos ampliar o programa Vizinhança Solidária, que vem dando muito certo em dezenas de bairros de nossa cidade, e também aumentar o patrulhamento próximo às escolas. Iremos criar uma Base Comunitária na região do Campo Bonito e viabilizar com o governo do Estado a construção da sede da Polícia Militar.

 

CN – Causa animal: No seu plano de governo existe alguma proposta nessa área?
NG – Sim, temos proposta também para a causa animal. Esta é uma área que também merece o nosso olhar e já tivemos diversas conquistas nesta gestão, como a doação de área para que as ONGs de proteção animal construam sede própria.

Também lançamos o Espaço Pet, no Jardim Pau Preto, um projeto que os donos de animais adoram e que vamos expandir para outros bairros, um deles é o Parque das Frutas, que já está quase pronto. Na minha gestão também ampliamos o Centro de Reabilitação Animal, com o objetivo de acolher mais animais, e criamos o Banco de Ração, com arrecadação de ração para doar para ONGs e famílias que necessitam.

Pretendemos manter a parceria importante com as entidades de proteção animal, seguir com o que está dando certo e implantar a Farmácia Popular Pet, para ajudar a população de baixa renda.

 

Espaço livre
Tenho preocupação com a Pandemia. Ela não acabou. A Europa está vivendo a segunda onda e nós temos de estar muito bem preparados para esse enfrentamento. Além da saúde estar bem estruturada, nós vamos fazer o programa Indaiatuba Presente, que abrangerá o Renda Mínima, com um aporte financeiro para famílias de baixa renda e também o Indaiatuba Empreendedora, que vai auxiliar com microcréditos pequenos negócios e pessoas físicas que mantém seu negócio.

Nós vamos fazer o maior projeto habitacional de Indaiatuba. A área nós já compramos com recursos próprios. Agora vamos fazer parcerias com a iniciativa privada e vamos buscar recursos nos governos estadual e federal. Nesse local vamos ter apartamentos para solteiros, lotes urbanizados, casas populares, lotes comerciais e área de lazer completa, além da segurança. Serão beneficiadas mais de duas mil famílias.

Eu quero falar com você que está quase votando na gente. Analise as nossas propostas. Acesse www.nilsongaspar.com.br  e veja que nós temos as melhores propostas pra gente seguir em frente. Vamos juntos. Vamos em frente.

 

 

 

 

Foto: divulgação.