CidadesSalto

Com nível baixo por conta da estiagem, rio Tietê fica coberto por espuma tóxica em Salto

O rio Tietê voltou a ficar coberto por espuma tóxica nesta quarta-feira (12) em Salto (SP). Com a falta de chuvas, a vazão está abaixo do normal, o que contribui para o aumento da espuma.

A substancia tóxica é causada pela poluição de produtos químicos que são despejados na água, como xampu e sabão. Com o baixo nível do rio, a movimentação e as quedas d’água são maiores, o que provoca uma agitação maior e o surgimento de mais espuma.

A baixa vazão é resultado do período de estiagem. A última chuva registrada na cidade foi no dia 26 de julho, com 10 mm. Desde então, foram registrados apenas pequenos volumes. Em 2020, a região registrou 30 mm de chuva. Em 2019, foram 50 mm.

Com isso, o rio, que normalmente tem 350 metros cúbicos por segundo de água, chegou a 250 m³/s. A paisagem foi registrada na última segunda-feira (10).

Foto: Divulgação.

Com informações de G1 Campinas.