CidadesIndaiatuba

Costelada em Indaiatuba termina em confusão e polícia

PITÁGORAS FERREIRA

Aconteceu em Indaiatuba (SP) no domingo (9) próximo ao campo de teste da General Motors, o show com a Dupla Teodoro e Sampaio e mais 20 convidados. A empresa prometeu aos seus consumidores haveria a quantidade de cinco toneladas de costela fogo de chão, porém o Comando Notícia recebeu diversas solicitações dos leitores que estavam pelo local dizendo estarem insatisfeitos com a recepção do evento.

A costela faltou para mais da metade do público presente, relatam testemunhas. “A bebida acabou antes do esperado e tiveram que repor com bebida comprada na hora no qual inclusive estava quente, compraram mais carne de última hora no qual não era costela, parecia ser fraldinha e inclusive serviram ela ainda crua e diversas autoridades públicas do poder legislativo do município estavam pelo local”, disse uma consumidora ao Comando Notícia.

Quando o público presente que estava pelo local percebeu que a comida acabou e que o organizador do evento estava pelo local, muitos se revoltaram e começou um princípio de tumulto, muitas pessoas queriam linchar o organizar. “É o segundo evento consecutivo deste mesmo organizador que acaba da mesma forma, caso não se lembrem em 2018 este evento foi realizado no pavilhão da Viber, no qual a carne e a bebida (à parte) acabaram sem que todos pudessem usufruir do seu direito ao comprarem o ingresso”, disse outra testemunha. O organizador ao perceber que poderia ser linchado, correu para dentro de um banheiro e se trancou segundo relatam testemunhas, neste momento algumas pessoas ligaram para a Guarda Civil e a Polícia Militar.

Diversas viaturas compareceram ao local no qual conseguiram amenizar a situação e retiraram o organizador de lá sob escolta que inclusive aparentava estar acompanhado de um advogado. Algumas pessoas conseguiram no mesmo dia parte do reembolso do ingresso que custou R$ 35.

Defesa

Entramos em contato com o organizador do evento, conhecido como Tonim. Ele disse que foram mais pessoas do que o esperado. “Fizemos uma festa para cinco mil pessoas, mas deu seis mil e acabou a carne rapidinho. Quando foi no começo da tarde acabou a carne, mas rapidinho já trouxeram mais 400 quilos de fraldinha e mais 200 quilos de contrafilé, porém tinha algumas pessoas que não queriam esperar a carne assar. São os apressadinhos”, disse.

Ele ainda afirma que chamou a polícia. “Eu mesmo que chamei. Porque havia pessoas que queriam pegar o dinheiro de volta. Só que eles não queriam ir embora. Aí eu pedi para polícia levar eles até a portaria e lá eles tiveram o reembolso”, relata. O organizador afirma que não havia cinco toneladas de costela. “É porque ela foi comprada conforme a demanda. Eu precisava vender 10 mil convites, mas não vendeu. Fiz o equivalente a venda, meio quilo por pessoa.”

O organizador ainda disse que não houve agressões e que no fim sobraram 200 quilos de carne.

foto: Reginaldo Rodrigues/Comando Noticia