ItuPolícia

Crueldade: cachorra é amarrada debaixo do sol, sem água e sem comida em Itu

A Polícia Militar do 50° batalhão interior da 5ª Cia,  autuou nesta segunda-feira (24) um casal, moradores de Itu (SP), por maus-tratos a animal doméstico, após constatar lesões em um cão  em uma residência no Jardim Aeroporto.

Os policiais militares Stela e Muniz compareceram ao local para o atendimento de uma denúncia de maus-tratos ao cachorro e, quando chegaram à casa, tiveram autorização da moradora para uma vistoria na residência .

No quintal, segundo os policiais  encontraram uma cachorra de nome Marri  em situação de maus-tratos, o animal estava amarrada com uma corrente de um metro de comprimento, e estava exposta ao sol quente, sem nenhum abrigo para se proteger da chuva, sem alimento e com a bacia onde armazena água vazia. Os militares também encontraram bem  próximo onde estava a cachorra, três gaiolas, sendo duas vazias, e uma contendo um pássaro da espécie Corrupião Silvestre Nativo  da Fauna Brasileira, que infelizmente estava caído no interior da gaiola sem vida. A gaiola estava totalmente em situação desumana e sem água.

O casal informou aos policias que ganharam o pássaro de presente. O caso foi encaminhado a Delegacia, um médico veterinário da Zoonose foi chamado e atestou os maus tratos na cachorra.  Diante do flagrante, a Polícia Ambiental foi acionada, e o casal  recebeu um auto de infração ambiental, com multa , por praticar ato de maus-tratos a animal

Os  acusados, além da multa recebida, ainda irá responder penalmente ao crime de maus-tratos e abuso de animais. Os policiais Militares Stela e Muniz  agora torcem para Marri ficar bem de saúde e que ela finalmente encontre alguém que adote e cuida-lá com  muito amor e carinho.

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190, sem precisar se identificar.

Por Comando Uno

Foto: João Victor / Itú

Informações: Comunicação  Social do 50°BPM/I