CidadesIndaiatuba

Dia das Mães: comerciantes de Indaiatuba apostam em crescimento de 10% nas vendas

JOSEANE MIRANDA

A Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Indaiatuba espera um crescimento nas vendas entre 5 e 9,5% no Dia das Mães que será comemorado em 12 de maio. O comércio de Indaiatuba funcionará em horário especial das 8h30 às 20h na sexta-feira que antecede a data, dia 10 de maio. No sábado, dia 11, véspera do Dia das Mães o horário de atendimento será das 8h30 às 18 horas.

A data deve movimentar diversos seguimentos do comércio local. Pesquisas mostram que entre os produtos mais procurados pelos filhos para presentear as mães nesta data tão especial, estão os eletroeletrônicos portáveis, como os smartphones, produtos de vestuário, como roupas calçados e bolsas, e itens de beleza, como maquiagem, perfumes e cosméticos e joias. Restaurantes, lanchonetes e floriculturas também devem sentir aumento no movimento.

Para o presidente da Aciai, Antonio Aparecido Pereira, os comerciantes locais irão investir na data devido a importância ao faturamento. “O Dia das Mães é a segunda em movimento no calendário do comércio perdendo apenas para o Natal”, afirma. Ele completa afirmando que o comércio investe na data. “A cada ano que passa a data tem ganhado relevância, se tornando muito especial, as pessoas acabam buscando presentes.”

Lojistas apostam em campanhas especiais para a segunda melhor data no ano de vendas de presentes.

Shopping

Lojistas do Polo Shopping também demonstram otimismo para a data. “O Dia das Mães é uma das datas mais importantes para o varejo. A expectativa é de crescimento de vendas, cerca de 10% a mais nas vendas totais do Shopping na comparação com 2018”, informa a assessoria do centro de compras. O shopping funcionará no horário normal para a data. O gasto médio dos clientes na data deve ficar em torno de R$ 200, prevê a assessoria de imprensa do empreendimento.

Seus direitos

Na hora da compra o consumidor deve estar atento aos produtos em exposição. Todos os itens devem apresentar seus preços de forma clara e ostensiva. Se existe a opção de parcelamento, a mercadoria deve conter os dois preços: o total à vista e as parcelas. O lojista deve informar também quais são os juros praticados, número e periodicidade das prestações, no caso de pagamento a prazo.

Nas compras feitas fora do estabelecimento comercial exija o comprovante da data de entrega que foi combinado. O prazo de desistência da compra, nesses casos, é de sete dias de sua confirmação ou do recebimento do produto. No ato da entrega, o consumidor só deverá assinar o documento de recebimento do produto após examinar o estado da mercadoria. Havendo irregularidades, estas devem ser relacionadas no próprio documento, justificando assim o não recebimento.

fotos: Hugo Antoneli Junior/Comando Notícia