CidadesPolítica

Em negociação salarial, sindicato dos professores irá à Câmara na segunda-feira

HUGO ANTONELI JUNIOR

INDAIATUBA – O plenário da Câmara de vereadores deve ter público grande de pessoas na sessão de segunda-feira, dia 26. Em negociação salarial e de benefícios, o sindicato dos professores municipais, convidou os servidores para ir ao Legislativo. Uma paralisação chegou a ser marcada para terça-feira, dia 27, mas parte das reivindicações da categoria foi atendida pela Prefeitura, restando apenas alguns pontos de negociação, o principal deles o cartão-cesta.

A representante da Apeoesp, Jaqueline Francisco, afirmou ao Comando Notícia nesta quinta-feira (22) que esteve em reunião nesta semana com a Prefeitura. “Na primeira reunião, dia 15, foi proposto pela administração 2.31% de reajuste, auxílio transporte para os Docentes I que substituem fora de sua sede, nova comissão para decidir o índice da meta 17, apresentação da nova reestruturação para abril e o cartão cesta ainda não seria possível nesse momento, porém há interesse da administração em atender esse pedido”, afirma.

“Em Assembleia no dia 19 os professores não concordaram com a proposta, pois seria a primeira vez que receberíamos abaixo da inflação. E como há interesse em atender a reivindicação do cartão cesta, benefício que foi tirado dos professores em 2001, os professores deliberaram uma contraproposta: 3% de reajuste e o cartão cesta. Não havendo acordo haveria paralisação no dia 27. Na segunda reunião, dia 20, a contraproposta foi 3% de reajuste e resposta sobre o cartão cesta em maio. Será feito o impacto financeiro para saber se é possível ou não garantir esse benefício nesse momento”, prossegue.

Em assembleia no dia 21, de acordo com Jaqueline, os professores decidiram pedir um acordo com os 3% de reajuste, porém com o prazo de resposta do cartão cesta fixado em abril. “São 7 longos anos de espera para uma decisão. A paralisação está suspensa, porém, a mobilização vai continuar até termos uma resposta definitiva.”

Em nota enviada ao Comando Notícia no final da tarde, a assessoria informou que o prefeito Nilson Gaspar (MDB) afirmou que ofereceu “reajuste ao salário do funcionalismo da Prefeitura, fundações e autarquia e do cartão cesta acima da inflação. Não serão reajustados os subsídios de prefeito, vice e secretários. A situação econômica no país ainda exige cautela e prudência e nossas decisões têm se pautado nessas premissas.”

A sessão da Câmara – R. Humaitá, 1167 – Centro, está marcada para às 18 horas.

foto: arquivo/Comando Notícia