Cidades

Enem: 23% dos inscritos faltaram, relógios adiantaram e redação foi sobre cinema

Mais de 3,9 milhões de candidatos realizaram a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste domingo (3). O número representa 76,9% dos 5,1 milhões de inscritos no exame deste ano. No Estado de São Paulo o índice de faltosos foi de 23%, igual ao total do Brasil. Em Indaiatuba (SP) foram cerca de 4,4 mil inscritos. Não há ainda o percentual de faltosos.

Às 11h deste domingo, 3 de novembro, 100% as provas do primeiro dia de realização do Enem 2019 estavam nos locais onde serão aplicadas. São mais de 5 milhões de provas personalizadas, distribuídas para 10.133 locais de aplicação, em 1.727 municípios brasileiros. As informações são do Instituto de Pesquisas e Estatísticas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), autarquia vinculada ao Ministério da Educação responsável pela aplicação do exame.

Dentre os inscritos, o Inep homologou 15.452 atendimentos especializados, com tempo adicional de até duas horas, para os participantes terminarem de resolver as 90 questões de múltipla escolha e a redação. É o caso dos participantes com deficiência auditiva ou surdez que têm a Libras.

Redação

O tema da redação do deste ano pegou professores de surpresa. Muitas apostas eram nas áreas da saúde, meio ambiente, educação e tecnologia. O tema escolhido é Democratização do acesso ao cinema no Brasil. A prova é aplicada neste domingo (3) junto com linguagens e ciências humanas.

O tema foi divulgado após às 13h30, no horário de Brasília, quando o exame começou a ser aplicado em todo o país. “Eu achei totalmente inesperado, totalmente fora do que a gente estava imaginando”, disse a professora de redação do Colégio Mopi, no Rio de Janeiro, Tatiana Nunes. “

Não estava no rol das grandes apostas que os alunos estavam comentando, e isso pode gerar certa ansiedade, mas acho que é um tema legal e acessível ao jovem, algo do tempo dele”, complementa a professora de redação do curso online Descomplica Carol Achutti.

Horário adiantado

Aparelhos celulares de diversas marcas e operadoras adiantaram novamente os horários ajustando os relógios para o horário de verão, que não vai mais ocorrer no país. A alteração ocorreu à 0h deste domingo (3), dia em que se realiza a primeira etapa do Enem. Os portões, neste primeiro dia de prova, abriram às 12h e fecharam às 13h.

As mudanças de horário que ocorreram automaticamente em aparelhos celulares de diversas marcas e operadoras de telefonia móvel já estavam previstas pelo Google. No último dia 18, em mensagem no blog do Google Brasil, a empresa esclareceu que aparelhos com o sistema Android poderiam ter alterações de horário neste fim de semana. Isso ocorreu devido a mudanças feitas pelo governo brasileiro no horário de verão. O sistema estava programado para atualizar os aparelhos. Mudanças automáticas ocorreram também no dia 20 de outubro.