Cidades

Especialista dá dicas para organizar o orçamento em 2019

Que tal aproveitar esse clima de “daqui para frente tudo vai ser diferente” para começar 2019 no azul? Essa época de encerramento de período é propícia para revisitar hábitos financeiros e identificar gastos e comportamentos que podem estar comprometendo o orçamento.
O primeiro passo para ter um ano novo financeiramente mais saudável e quitar as dívidas existentes. O ideal é usar a renda extra gerada pelo pagamento do 13º salário, férias e bonificações de final do ano para eliminar os débitos. “Se não for possível pagar todas as dívidas, vale a pena renegociá-las, reduzindo taxas de juros e valores das parcelas pagas”, diz Fabio Moraes, diretor de Educação Profissional e Financeira da FEBRABAN – Federação Brasileira de Bancos.
Além de pagar as dívidas existentes, criar um planejamento realista para o próximo ano é outra medida importante para evitar que os problemas financeiros se repitam em 2019. Ao montar uma lista com os gastos recorrentes, é possível organizar as receitas, o que reduz as chances de ser pego de surpresa. “O início do ano, por exemplo, é marcado por um grande volume de despesas, tais como, IPTU, IPVA, matrícula e material escolar”, lembra Moraes. “Então, o ideal é separar uma parcela maior das receitas para pagar essas contas; se possível, até separar uma parte do dinheiro que entra a mais em dezembro para ‘engrossar’ o orçamento dos primeiros meses”.
O Meu Bolso em Dia, portal sobre o Programa de Educação Financeira da FEBRABAN dá algumas dicas que podem ajudar a organizar as contas na reta final do ano e manter o orçamento mais equilibrado em 2019.

– Evite compras por impulso. Gastos sem planejamento podem prejudicar o seu orçamento. Uma dica para mudar esse comportamento é se fazer três perguntinhas antes de comprar:
1. Preciso mesmo desse produto ou serviço?
2. Esse gasto pode comprometer meu orçamento?
3. Ele faz parte de alguma das minhas metas?

– Use listastabelas e aplicativos para controlar as entradas e saídas de dinheiro. Além de auxiliar no planejamento, elas ajudam a identificar com mais facilidade onde é possível cortar gastos, quando tiver necessidade.

– Monte um planejamento para as despesas específicas de dezembro. Durante as festas de fim de ano, é comum termos mais despesas, com as ceias de natal e ano novo, viagens de férias e presentes. Mas lembre-se, a tendência é que os produtos e serviços estejam ainda mais caros nos meses de novembro e dezembro e, por isso, é importante fazer um planejamento antes de sair às compras e viajar. Experimente nosso aplicativo de gestão financeira, o Jimbo.

– Aproveite a renda extra de novembro e dezembro e prepare-se para o aumento dos gastos característicos do começo do ano.

– Veja quanto é possível economizar por mês de acordo com seu fluxo de caixa, para conquistar sonhos e atingir metas. Estipule um prazo para realizar seus objetivos e não deixe de guardar recursos para isso. É possível encontrar, na internet, opções gratuitas de ferramentas que podem ajudar nesse processo. É o caso do Simulador de Sonhos, disponível no portal Meu Bolso em Dia.

Sobre o Programa Meu Bolso em Dia
Lançado em março de 2010, o Programa Meu Bolso em Dia oferece informações didáticas sobre finanças pessoais para que as pessoas possam tomar decisões conscientes, quando relacionadas ao uso do dinheiro, do crédito e de bens financiados.
O portal oferece ferramentas como o simulador de sonhos, tabelas para controlar os gastos de acordo com o público (estudantes, donas de casa, famílias e aposentados), enquetes, dicas de economia, aplicativos que ajudam no planejamento financeiro e orçamentário da pessoa, da família e do negócio, aplicativos que estimulam o consumo consciente, além de um canal com conteúdo exclusivo para empreendedores.
foto: divulgação