CidadesIndaiatuba

Etanol sobe R$ 0,07 e gasolina R$ 0,05 em Indaiatuba

HUGO ANTONELI JUNIOR

Está mais caro abastecer em Indaiatuba (SP). Praticamente não há mais postos vendendo o litro da gasolina a menos do que R$ 4. No preço médio a gasolina subiu R$ 0,05 e o etanol teve alta de R$ 0,07 em relação ao levantamento da semana anterior. É o que mostram os dados da pesquisa semanal da Agência Nacional do Petróleo (ANP) divulgada nesta quarta-feira (24). O levantamento aconteceu entre os dias 14 e 20 de abril em 16 estabelecimentos da cidade.

O litro da gasolina foi vendido a R$ 4,14 em média durante o período de apuração da pesquisa. O litro mais barato era comercializado a R$ 3,99 e o mais caro a R$ 4,29, uma diferença de R$ 0,30. É bom lembrar que os preço refletem a cotação da semana anterior e são uma média dos revendedores pesquisados – que não são todos da cidade.

O etanol está com o preço de R$ 2,77 em média, sendo que o litro mais caro está em R$ 2,99 contra R$ 2,79 do mais barato, uma diferença de R$ 0,20.

Brasil. O preço médio da gasolina praticado nos postos do país avançou na semana passada, segundo a pesquisa; O valor do litro da gasolina avançou 0,59%, de R$ 4,402 para R$ 4,428. Já o preço do litro do diesel caiu 0,05%, de R$ 3,551 para R$ 3,549.

Já o valor do litro do etanol avançou 2,13% no período, de R$ 2,908 para R$ 2,970. No acumulado do ano, o preço da gasolina já subiu 1,93% e o do diesel avançou 2,84%. O etanol tem alta de 4,9%.

No dia anterior, a Petrobras anunciou aumento médio de R$ 0,0396 no preço da gasolina nas suas refinarias, após 18 dias sem reajustes. Com a alta, o preço médio por litro passou a R$ 1,975 – um reajuste de 2,046% em relação ao preço médio anterior de R$ 1,9354.

Pelo preço médio, a gasolina da Petrobras tem seu maior valor desde 30 de outubro de 2018, segundo dados publicados anteriormente pela estatal. Naquela ocasião, o litro do combustível era vendido, em média, por R$ 1,9855.

foto: divulgação