Cidades

Feriado da Padroeira: como o 12 de outubro será celebrado na Basílica de Aparecida

As celebrações do 12 de outubro, feriado da Padroeira do Brasil, serão diferentes neste ano no Santuário Nacional de Aparecida (SP).

O maior templo mariano do mundo, que costuma atrair milhares de fiéis na data, alterou a programação para evitar aglomerações em prevenção à Covid-19. A principal mudança é que os fiéis não poderão acompanhar as missas presencialmente na Basílica de Aparecida.

Para auxiliar os fiéis, a reportagem  listou informações sobre como o 12 de outubro será celebrado no Santuário Nacional.

Como serão as missas no 12 de outubro?

 

O Santuário Nacional de Aparecida vai adotar missas virtuais para evitar aglomerações e o público das celebrações será restrito. Poderão acompanhar presencialmente as celebrações apenas pessoas ligadas à Arquidiocese de Aparecida e obras de evangelização da Basílica.

No dia 12 de outubro, a Basílica terá duas missas: às 9h e às 18h. As duas serão transmitidas pela internet e meios de comunicação da Basílica.

Pode visitar a Basílica?

 

O Santuário não recomenda a visita por causa da pandemia de coronavírus, mas irá acolher quem for até lá. O fiel não poderá participar das missas, mas pode visitar espaços do tempo

Apesar disso, é importante lembrar que o decreto municipal de Aparecida limita o público a ser recebido simultaneamente e que espaços confinados terão controle de público (veja abaixo).

Ônibus estão impedidos de entrarem no Santuário Nacional por causa da pandemia — Foto: Thiago Leon/Santuário Nacional de Aparecida

Qual será a capacidade de público no complexo?

 

A Basílica de Aparecida pode receber seis mil pessoas simultaneamente. Segundo decreto municipal, o templo pode disponibilizar 35% das vagas para veículos, o equivalente a duas mil vagas, em um total de seis mil pessoas no complexo.

Quando atingir a ocupação de duas mil vagas no estacionamento, os portões de entrada serão fechados até que parte desse público saia.

Ônibus de excursão podem entrar?

 

Os ônibus de excursões seguem proibidos de acessar o espaço, conforme decreto da Prefeitura de Aparecida.

Além disso, há uma orientação de maio da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) para suspensão de atividades em grandes grupos, como as Romarias, que habitualmente se utilizam de ônibus para peregrinarem até Aparecida.

Passagem no nicho que abriga imagem de Nossa Senhora Aparecida terá controle de público — Foto: Carlos Santos/G1

O que vai funcionar?

 

Os romeiros que forem ao templo ainda poderão visitar espaços do Santuário Nacional, como a passagem pela Imagem no nicho, Capela das Velas e Sala dos Milagres, por exemplo.

Apesar disso, espaços que atraem grande volume de pessoas e que são confinados terão controle de público. A passagem para ver a Imagem da Santa no nicho, por exemplo, terá restrição de cerca de 50 pessoas por vez. O acesso à Basílica seguirá uma ‘rota’ de fluxo unidirecional.

  • Visitação à Igreja: 12h às 17h
  • Visitação à Imagem de Nossa Senhora Aparecida: abertura às 5h do dia 11 de outubro e fechamento às 21h do dia seguinte
  • Bençãos na Tribuna Bento XVI: a partir das 5h, a cada 30 minutos

 

Centro de Apoio ao Romeiro e Praça de Alimentação vão abrir?

 

O Centro de Apoio ao Romeiro e as praças de alimentação estarão abertos, mas ainda sob as determinações do Decreto Municipal que limita público e impõe distanciamento social.

Há controle de entrada no local, com aferição de temperatura, e fluxo unidirecional de entrada e saída.

  • Centro de Apoio ao Romeiro: das 5h às 19h
  • Praça de Alimentação: das 10h à 16h
  • Fiéis passarão por aferição da temperatura corporal — Foto: Thiago Leon/Santuário Nacional
  • Fiéis passarão por aferição da temperatura corporal — Foto: Thiago Leon/Santuário Nacional
  • Qual será o protocolo para quem visitar?

  • O protocolo para os visitantes é o mesmo que já está sendo seguido desde julho, com as determinações do poder público municipal.

    Os fiéis passam por aferição de temperatura corporal e são orientados sobre as restrições de público no espaço.

    O templo reforçou as medidas de higienização, como a compra de novos totens de álcool em gel, bombas costais para higienização de grandes espaços e a aquisição de equipamentos de proteção individual para os funcionários.

    Como participar à distância?

     

    Por causa das restrições, a Arquidiocese de Aparecida irá estimular o público a participar à distância. As missas serão transmitidas pela internet.

    Segundo o Santuário Nacional, os romeiros serão estimulados a publicarem fotos em suas redes sociais mostrando como estão participando das atividades em suas casas. As pessoas ainda poderão aparecer nas transmissões do Santuário Nacional.

    Com informações Vale do Paraíba e Região

    Foto: Carlos Santos/ G1 /Thiago Leon/ Santuário Nacional de Aparecida