CidadesIndaiatuba

Gasolina acumula queda de R$ 0,12 e etanol de R$ 0,08 em Indaiatuba

HUGO ANTONELI JUNIOR

Desde a primeira pesquisa do ano, o preço médio do litro da gasolina caiu R$ 0,12 e o do etanol, R$ 0,08, em Indaiatuba (SP). Em relação ao levantamento da semana anterior, o preço da gasolina recuou R$ 0,02 e o do etanol, R$ 0,06. Os dados são da Agência Nacional de Petróleo e Derivados (ANP), correspondem a 16 postos conveniados, 11 revendedores de gás de cozinha e estiveram vigentes entre os dias 10 e 16 de fevereiro.

A gasolina está com o preço médio de R$ 3,96. Na semana passada estava em R$ 3,98 e na primeira pesquisa de janeiro, R$ 4,08. No último levantamento, a diferença entre os preços está em R$ 0,64. O litro mais barato está sendo vendido a R$ 3,75 e o mais caro a R$ 4,39. A variação aumentou em relação ao levantamento anterior. A diferença de preços até então estava em R$ 0,50. O que chama a atenção é que o preço médio caiu, mas a variação só aumentou. São R$ 0,24 de aumento na variação no período.

gasolina
datapreço mais altopreço mais baixopreço médiovariação
5/janR$ 4,29R$ 3,89R$ 4,08R$ 0,40
9/fevR$ 4,29R$ 3,79R$ 3,98R$ 0,50
16/fevR$ 4,39R$ 3,75R$ 3,96R$ 0,64

O etanol também teve uma variação significativa. Nesta semana, o preço médio está em R$ 2,62, diminuição de R$ 0,06 em relação ao levantamento anterior e R$ 0,08 se comparado com o primeiro do ano. A variação, porém, mais do que dobrou. Se a diferença entre o preço mais alto e o mais baixo estava em R$ 0,16 na semana passada, passou para R$ 0,34 agora. O litro de etanol mais caro encontrado pela ANP foi de R$ 2,79, enquanto que o mais barato está em R$ 2,45. O gás manteve a média entre R$ 60 e R$ 75.

etanol
datapreço mais altopreço mais baixopreço médiovariação
5/janR$ 2,79R$ 2,58R$ 2,70R$ 0,12
9/fevR$ 2,68R$ 2,52R$ 2,68R$ 0,16
16/fevR$ 2,79R$ 2,45R$ 2,62R$ 0,34

Petrobras anuncia alta na gasolina

A Petrobras elevará em 2,5% o preço médio da gasolina em suas refinarias desde de terça-feira (19), para R$ 1,5970 por litro, o maior nível em quase dois meses, enquanto o diesel seguirá sem alteração, segundo informações no site da companhia divulgadas na segunda-feira (18).

O valor médio da gasolina será o mais alto desde 22 de dezembro, quando a Petrobras comercializou o combustível fóssil a R$ 1,6202 por litro. Os reajustes da Petrobras podem ocorrer em qualquer intervalo de tempo, em meio a uma política de preços que busca seguir a paridade internacional.

foto: divulgação