Polícia

Governo entrega tablets e impressores portáteis para a Polícia Rodoviária

O Governo do Estado de São Paulo anunciou na semana passada a entrega de 1,3 mil tablets e 1,3 mil impressoras portáteis para uso na malha viária sob circunscrição dos cinco Batalhões de Policiamento Rodoviário (BPRv). Além disto, foram adquiridos 220 radares com tecnologia OCR.
O anúncio foi feito durante entrevista coletiva, no Palácio dos Bandeirantes, zona oeste da capital paulista. Os equipamentos foram adquiridos pelo Departamento de Estradas e Rodagem (DER), por meio da Secretaria Estadual de Logística e Transportes, sob investimento total de R$ 12,6 milhões.
“Com esta tecnologia vamos melhorar ainda mais o sistema de segurança pública nas rodovias paulistas. Isso é o que chamamos de inteligência da polícia e essa modernização será ampliada gradualmente”, disse o governador. “Quando falamos em segurança pública, tratamos de três pontos: valorização das pessoas, gestão da inteligência e emprego de tecnologia. Essa aquisição vem ao encontro desses três aspectos”, complementou o general Campos.
O objetivo é a gestão integrada das unidades do Comando de Policiamento Rodoviário (CPRv), do DER e da Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo (Prodesp) para migrar a confecção de autos de infração para o sistema eletrônico, modernizando e desburocratizando os trâmites.
Os equipamentos serão interligados ao sistema Detecta que, atualmente, conta com 6.836 leitores de placas em pelo menos 3.045 pontos de todo o Estado.  Do total, há 2.908 leitores em ao menos 1.091 locais da Capital.
O secretário de Logística e Transportes, João Octaviano, enfatizou o quanto a medida aumenta a presença do Estado em todo o processo e gestão da segurança nas estradas. “Vamos fazer cada vez mais integrações desse tipo para que o cidadão tenha a certeza de que, ao entrar em nossas rodovias, está amparado pelo Estado”, concluiu.
Vantagens do Auto de Infração eletrônico (AI-e)
O uso da ferramenta em campo possibilitou diversas melhorias, como a correção de não conformidades e aperfeiçoamento do layout, melhorando a qualidade dos serviços e minimizando erros. O sistema eletrônico traz maior agilidade e confiabilidade e reduz o tempo de confecção do Auto.
Além de permitir que as equipes fiquem maior tempo disponíveis para o policiamento, o AI-e permite análise qualitativa e quantitativa, por meio de ferramenta eletrônica confiável, auxiliando na construção de políticas públicas de prevenção e combate aos acidentes de trânsito.
A ferramenta facilita ainda o cruzamento de informações, reduz o tempo que o usuário infrator demora para receber a notificação, diminui o uso do papel e permite efetivo e eficaz controle de cancelamento e substituição de autos infrações feitos pelos agentes. Há segurança nos acessos, por meio de login e senha e segurança e integridade dos dados através de criptografia.
“Esse é um trabalho de sinergia entre vários parceiros focando na solução. É um processo contínuo de melhoria que teve início com o boletim eletrônico”, ressaltou o coronel Lourival da Silva Junior, comandante da Polícia Rodoviária Estadual.
foto: Paula Vieira