Comando Noticias– Seu Portal de Notícias em Indaiatuba - 11/12/2018

Publicado em: 05 dezembro 2018

#Indaiá188 – Altos e baixos, qual é o pico e o ponto mais baixo de Indaiatuba?

O Comando Notícia percorreu a área rural da cidade para encontrar os dois extremos do município de Indaiatuba.

HUGO ANTONELI JUNIOR

Indaiatuba não é uma cidade de grandes montanhas, mas tem colinas e pontos com altitudes opostas. Por isso, o Comando Notícia percorreu os dois extremos da cidade. Em uma tarde ensolarada e depois de muita estrada de terra – misturada com pedras ou de terra batida -, descobrimos qual é o ponto mais alto e o ponto mais baixo. A reportagem faz parte de uma série especial do aniversário de 188 anos da cidade, comemorado no domingo, dia 9.

De acordo com o arquiteto e urbanista Charles Fernandes, em média, a cidade tem uma altitude entre 620 e 650 metros acima do nível do mar e tem características interessantes. “Indaiatuba tem três grandes espigões que dividem as três bacias hidrográficas da cidade, do Rio Jundiaí, do Capivari e do ribeirão do Buru, sendo que esta última vai direto para o rio Tietê”, explica. “O espigão que separa o Rio Jundiaí do córrego do Buru é a área do Cristo, no Morada do Sol, Pioli e Esplanada. A caixa d’água da rodovia que liga Indaiatuba a Elias Fausto é uma área elevada que separa todas as três bacias”, diz.

Primeiro, fomos até o ponto de maior altitude do município. Para quem já foi à Romaria, seja a pé ou de bicicleta, o ponto não é nada desconhecido. Trata-se do Morro do Trator, no extremo sul de Indaiatuba, com 919 metros acima do nível do mar, de acordo com o Datageo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em um dos pontos mais altos da cidade é possível ver os municípios de Itu, Cabreúva e Itupeva.

De lá é possível ver as áreas dos municípios de Itu, Itupeva e Cabreúva no mesmo ponto. De acordo com o especialista, a área já tem vegetação típica de cerrado brasileiro, diferente da maioria da estrada que leva até o local onde as formações vegetais são típicas de mata atlântica. As pedras também estão na composição do ambiente.

De lá para o ponto mais baixo se vai muita estrada de chão e pedregulhos. Cortando por dentro destas estradas é possível ver uma Indaiatuba diferente. Desde lagos e pequenas residências rurais, até grandes plantações de soja, por exemplo, com máquinas, ou um sem-número de cabeças de gado pastando. O trajeto dura cerca de meia hora e passa pelo famoso e lendário “bar da loira”, ponto de referência próximo ao Pimenta.

Ponto de menor altitude da cidade, de onde se vê o Distrito Industrial e a parte final do Morada do Sol.

O ponto mais baixo da cidade está a cerca de 595 metros acima do nível do mar e fica nas proximidades de locais importantes da cidade, como a Estação de Tratamento de Esgoto Mário Araldo Candello, a linha onde passa o trem, a foz do ribeirão do Piraí no Rio Jundiaí, o Senai e também marca o final do Distrito Industrial junto a Salto. A diferença entre o ponto mais alto e o mais baixo é de 324 metros, de acordo com Fernandes.

Curiosidades à parte, são nos locais mais altos que há algumas nascentes mais importantes do município, em especial as que compõem a Área de Proteção Ambiental (APA) Cabreúva. E é quando a cidade começa a “cair”, a partir dos fundos dos vales, que os córregos vão se encontrando até chegarem todos nas margens dos rios Capivari, Jundiaí ou Buru. Ou seja, de baixo até em cima a hidrografia caracteriza cada local.

Mapa de Indaiatuba a maior (vermelho) e menor (verde) altitude em relação ao nível do mar.

Comparações

Em relação aos picos na maior altitude em relação ao nível do mar do Estado de São Paulo, Indaiatuba está com a metade da altura. O morro do trator tem 919 metros, enquanto o Pico dos Marins fica a 2.421 metros. A distância entre Indaiatuba e este local é de 4 horas e 55 minutos.

O segundo ponto mais alto de São Paulo é o Pico do Itaguaré (2.308) e está a 5 horas e 14 minutos de Indaiatuba. Em terceiro lugar em altitude está o Pico do Selado (2.083), a 3 horas e 37 minutos de Indaiatuba. Em relação aos pontos mais alto do País, Indaiatuba está a 1/3. O Pico da Neblina, no Amazonas, tem 2.993 metros. Os montes mais altos do mundo estão a três vezes maior altitude. O Monte Everest, no Tibet, tem 8.848 metros.

No horizonte está o município de Itu.

Parte final da subida dos romeiros e que é o ponto de maior altitude.

fotos: Hugo Antoneli Junior/Comando Notícia

Notícias relacionadas

Siga nossa página no facebook

error: Conteúdo Protegido!