CidadesIndaiatuba

Indaiatuba chega a 101 suspeitos, cinco descartados e zero confirmado; Brasil tem 3.936 casos com 116 mortes

Indaiatuba (SP) tem 101 casos suspeitos de coronavírus, informou a Prefeitura na noite de sábado (28). 96 aguardam resultados, cinco casos estão descartados e nenhum confirmado. Três mortes estavam sob investigação, uma foi descartada para o vírus, e duas seguem suspeitas. O Hospital Augusto de Oliveira Camargo (Haoc) divulgou que no sábado foi registrada uma nova internação de paciente com síndrome respiratória.

Com isso há dois pacientes em ventilação mecânica (intubados) e três em ventilação espontânea, sendo cinco pacientes internados com suspeita de COVID-19. Não foram registradas altas ou óbitos de casos suspeitos de coronavírus nas últimas 24 horas. Todos os casos considerados suspeitos têm exames colhidos para análise do Instituto Adolfo Lutz (IAL), sem resultados até o momento.

São Paulo

O Estado de São Paulo registrou o maior número de óbitos por coronavirus em apenas um dia. O número de óbitos relacionados a COVID-19 cresceu 23,5% nas últimas 24h, conforme balanço da Secretaria de Estado da Saúde deste sábado (28). São 84 óbitos, incluindo o primeiro em Sorocaba, no interior, e a primeira morte em Embu das Artes, na Grande São Paulo, que concentra a maioria dos registros de COVID-19. Ontem, eram 68, no total.

Até o meio desta semana, apenas a Capital paulista registrava óbitos relacionados à COVID-19. Agora, os municípios de Vargem Grande Paulista, Guarulhos, Taboão da Serra, Embu das Artes, Sorocaba e Ribeirão Preto também contabilizaram pelo menos um óbito.

Entre os 16 novos óbitos contabilizados hoje, estão um homem de 92 anos, de Sorocaba; uma mulher de Embu das Artes (82) e outra de Guarulhos (89). Os outros 16 ocorreram na Capital, sendo sete mulheres (62, 71, 79, 77, 87, 87, 80) e seis homens (71, 74, 77, 76, 76, 58), este último com comorbidades, grupo que configura maior vulnerabilidade à doença, assim como os idosos. O Estado também registra 1.406 casos confirmados da doença.

Brasil

As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até 9h de domingo (29), 3.936 casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil com 116 mortos, 84 deles em São Paulo, de acordo com a secretaria de Saúde do estado. Em São Paulo, outras duas mortes foram confirmadas: uma por um hospital e outra por uma universidade, somando 118. Os casos ainda não foram contabilizados pela secretaria.

Na Bahia, foi confirmada na manhã deste domingo (29) a primeira morte por coronavírus no estado. Um paciente de 74 anos que fazia diálise e estava em um hospital particular. O número de casos no estado está em 127. O Rio Grande do Norte, que tem 45 casos confirmados da doença, teve o primeiro registro de morte na noite de sábado.

Subiu para 22 o número de casos no Maranhão, segundo informou o governador do estado em rede social na noite de sábado. Ontem (28), o Piauí registrou a primeira morte provocada pela doença e mais dois casos. A vítima foi o prefeito da cidade de São José do Divino, Antônio Nonato Lima Gomes, de 57 anos. Minas Gerais passou dos 200 casos confirmados.

Ainda no sábado, no Distrito Federal, deu negativo para coronavírus um exame para um paciente tido como a primeira morte no estado por Covid-19, divulgado na última sexta-feira. De acordo com a Secretaria de Saúde, “o desencontro de informações se deu em virtude da indicação de suspeita da doença no atestado de óbito que, em si só, não confirma a causa morte”. Novos casos também foram registrados no sábado no Rio Grande do Norte, que agora tem 45 confirmações da doença, e em Santa Catarina, que já soma 184 casos.

foto: divulgação