CidadesIndaiatuba

Indaiatuba fica em 38º no ranking de cidades mais conectadas do Brasil

HUGO ANTONELI JUNIOR

Indaiatuba (SP) é a 38ª cidade mais inteligente e conectada do Brasil. No geral, o município teve nota de 32,647. A nota máxima é de 69,5 e a líder deste ano é Campinas (SP), que obteve 38,977. O ranking Connected Smart Cities foi divulgado na terça (17) e é foi elaborado pela empresa de consultoria e inteligência de mercado Urban Systems, de atuação nacional, com o objetivo de mapear os municípios com maior potencial de desenvolvimento no país.

O índice em que Indaiatuba mais se destacou foi economia, ficando em 15º lugar com nota de 5,091. Campinas liderou este quesito com nota 5,998. Depois vem mobilidade, onde Indaiatuba ficou em 35º lugar. Outros em que a cidade esteve no top 100 foram tecnologia e inovação (43º), urbanismo (46º) e educação (85º).

Os pontos negativos ficaram por conta de áreas como saúde, segurança, governança e empreendedorismo. Em nenhuma destas categorias Indaiatuba ficou entre as top 100 no ranking. Na primeira edição do ranking, em 2015, Indaiatuba ficou na posição 47. No ano seguinte, a cidade alcançou a nota da posição número 55. Em 2017 foi o ano com a melhor pontuação e posição, 30. No ano passado, o município ficou em 61º lugar.

CONNECTED SMART CITIES 2019
áreanota e posição de Indaiatubacidade líder e nota
geral32,674 – 38ºCampinas (38,977)
economia5,091 – 15ºCampinas (5,988)
mobilidade2,029 – 35ºSão Paulo (3,252)
urbanismo5,102 – 46ºCuritiba (5.933)
tec. e inovação2,828 – 43ºCampinas (4,428)
educação4,185 – 85ºS.Caetano (6.079)

Campinas lidera pela primeira vez

A cidade de Campinas (SP) atinge o topo da lista das cidades inteligentes, se posicionando pela 1ª vez como a cidade mais inteligente e conectada do Brasil, seguida por São Paulo (SP), Curitiba (PR), Brasília (DF) e São Caetano do Sul (SP). Dessa forma, três das 5 cidades mais inteligente estão na Região Sudeste e no Estado de São Paulo. Não há representante das cidades do nordeste entre as vinte primeiras colocadas, estando apenas Palmas (TO) da região Norte nesta lista, na 19ª posição.

Campinas (SP) a maior cidade do interior (paulista e brasileiro) é reconhecida por ser polo universitário, polo tecnológico, polo de inovação e região industrial com forte apelo logístico e de distribuição. Só por estas alcunhas já é possível entender quais os principais eixos em que a cidade se destaca: educação, empreendedorismo, tecnologia e inovação, economia e mobilidade e acessibilidade, mas não apenas esses, que impulsionaram a cidade a atingir
o topo da lista das cidades mais inteligentes do país.

Em 2019 a cidade destacou-se com as seguintes posições: • 1ª no recorte de Economia. • 1ª no recorte de Tecnologia e Inovação. • 2ª no recorte de Empreendedorismo. • 3ª no recorte de Governança. • 4ª no recorte de mobilidade e acessibilidade. Merece destaque as áreas de inovação na cidade, não apenas acadêmicas, ancoradas por instituições de Ensino Superior, como Unicamp e PUC, mas também pelo setor privado, com a existência de parques tecnológicos e espaços de inovação.

foto: arquivo/Comando Notícia