CidadesIndaiatuba

Indaiatuba tem um caso suspeito de sarampo, diz Prefeitura

O Departamento de Vigilância Epidemiológica de Indaiatuba (SP) informou na semana passada que á um caso suspeito de sarampo em investigação. O paciente é uma criança de 10 anos, residente no bairro Jardim Paulista II com duas doses da vacina tríplice viral, histórico de viagem recente para São Paulo capital e estudante da E.E Annunziatta Leonilda Virginelli Prado.

“A criança foi atendida na UBS do Parque Corolla no início do mês com sintomas relacionados à doença, conforme a definição do Ministério da Saúde. A Vigilância Epidemiológica foi acionada para coleta do material e encaminhamento para o Instituto Adolfo Lutz. Uma primeira análise indica positivo para sarampo, no entanto uma nova amostra já está em análise para contraprova. A criança não precisou de internação e passa bem. Há mais dois casos em investigação.”

A secretaria prossegue. “Conforme orientação do Ministério da Saúde, na suspeita de sarampo ações de bloqueio e orientação são desencadeadas. No primeiro momento o Departamento de Vigilância Epidemiológica realizou o bloqueio vacinal nos familiares e pessoas em contato recente com o paciente.”

A Secretaria de Saúde afirma que organizou uma ação de bloqueio seletivo ao redor do endereço de residência do paciente no sábado (29) e domingo (30) das 9h às 13h.

Outra ação foi direcionada a todos os alunos, funcionários e professores da E.E Annunziatta Leonilda Virginelli Prado que estão convocados a comparecer na Unidade Básica de Saúde mais próxima de sua residência, munidos de documento pessoal e carteirinha de vacinação para conferência e atualização da vacina se houver necessidade.

Entre 2 e 29 anos de idade são necessárias duas doses comprovadas em carteirinha de vacinação e dos 30 aos 49 anos apenas uma dose comprovada.

COBERTURA VACINAL

A Secretaria de Saúde enfatiza a importância de manter a caderneta de vacina atualizada, o Ministério da Saúde estabelece a meta de 95% da cobertura vacinal da Tríplice viral. Em 2018 Indaiatuba atingiu 94,73%. A falta de vacinação é a principal causa do retorno dos casos de sarampo, por isso a vacina é imprescindível para manter a saúde pública em dia. A vacina Tríplice Viral tem uma eficácia entre 85% e 95%.

SARAMPO NO BRASIL

Desde fevereiro de 2018, o Brasil tem reportado a circulação do vírus do sarampo (genótipo D8) em 11 estados da federação. O Ministério da Saúde confirmou 31 novos casos de sarampo no Brasil no boletim epidemiológico de 5 de junho, publicado na sexta-feira (7). A maioria desses casos ocorreu no estado de São Paulo, com 21 novas confirmações. Além disso, o Pará registrou 5 novas confirmações de sarampo, assim como o estado do Rio de Janeiro. No total, o Brasil atingiu a marca de 123 casos até o momento, em 2019.

foto: Google