IndaiatubaPolícia

Indaiatuba teve 102 casos de drogas, 12 armas apreendidas e 24 carros recuperados em 2019, diz SSP

HUGO ANTONELI JUNIOR

Mantiveram-se estáveis os casos envolvendo tráfico de drogas em Indaiatuba (SP) em janeiro e fevereiro deste ano em relação aos dados do mesmo período do ano passado. Foram 105 casos no ano passado e 102 neste ano. As estatísticas da segurança pública foram divulgadas pela Secretara de Segurança Pública (SSP) na quarta-feira (27).

A maioria dos casos continua sendo envolvendo tráfico de drogas em ambos os anos. Em janeiro e fevereiro deste ano foram 68 casos de tráfico de drogas, média de 1,1 por dia. Se somados ao porte de drogas (usuários), que foram mais 34 casos, são 102, média de 1,7 em cada um dos 59 dias de 2019. No ano passado foram 57 casos de tráfico, 39 de porte e nove apreensões de drogas sem nenhum detido. Em fevereiro, por exemplo, a FAO realizou uma operação na cidade.

Armas. O número de armas de fogo apreendidas caiu nos dois primeiros meses deste ano em relação ao mesmo período de 2018. No ano passado foram 14 apreensões armas de fogo. Neste ano, quatro. A maioria dos casos foram apreensões. No ano passado, 12. Neste ano, três. Em ambos os anos, os dois primeiros meses tiveram poucos casos de porte ilegal. Dois em 2018 e um em 2019.

Veículos e inquéritos. Indaiatuba teve 24 veículos recuperados pelas forças policiais nos dois primeiros meses deste ano. Foram 14 em janeiro e 10 em fevereiro. No ano passado foram 27 casos (15 em janeiro e 12 de fevereiro). O número de inquéritos também subiu na cidade. Neste ano foram 232 instaurados pela Polícia Civil. No ano passado foram registrados 193.

Região. A região de Campinas registrou queda nos roubos e furtos de veículo em fevereiro. Além disso, os casos de homicídios e estupros também caíram. Os roubos em geral tiveram redução de 7,5% no mês. A quantidade passou de 1.035 para 957, ou seja, 78 casos a menos. É o menor número da série histórica iniciada em 2001.

Os roubos de veículos recuaram 25,2%, passando de 365 para 273, ou seja, 92 a menos. Os furtos de veículos diminuíram 16,7% na região (de 646 para 538), ou seja, 108 boletins de ocorrência a menos – é a menor quantidade da série. Houve alta de 0,3% nos furtos em geral – passando de 3.137 para 3.145. Os roubos de carga caíram 6,5% em fevereiro, passando de 46 para 43 ocorrências. Os roubos a banco ficaram zerados pela sétima vez na série.

No mês passado, a região reduziu 4,8% os casos de homicídios, já que os totais passaram de 21 para 20. O indicador de vítimas ficou estáveis, com 22. As taxas dos indicadores nos últimos 12 meses (de março de 2018 a fevereiro de 2019) foram de 6,78 casos e 7,11 vítimas a cada 100 mil habitantes na região. A região contabilizou alta de um caso e uma vítima de latrocínio. Em fevereiro do ano anterior, não houve registros. Já as extorsões mediante sequestro ficaram zeradas pela sexta vez consecutiva.

O trabalho realizado pelas polícias na região de Campinas resultou em 1.121 prisões em fevereiro. Ao longo do mês passado, foram realizados 325 flagrantes de tráfico de drogas e 72 armas apreendidas.

foto: arquivo/Comando Notícia