Sem categoria

Indaiatuba teve mortes por engasgamento em 2019; veja dicas para prevenção e socorro

HUGO ANTONELI JUNIOR

Indaiatuba (SP) registrou diversos casos de morte por engasgamento em 2019. Por isso, o Comando Notícia relembra estes casos com alertas e dicas para as pessoas ficarem alertas e saberem como se comportar em casos do tipo. Houve morte por engasgamento com comida, um caso no Campo Bonito, outro no Centro, um no Parque São Lourenço e uma criança socorrida em um shopping que depois se recuperou.

O que é o engasgo

O engasgo é uma manifestação do organismo para expelir o alimento ou objeto que toma um caminho errado. Na parte superior da laringe localiza-se a epiglote, que funciona como uma porta que permanece aberta para permitir a chegada do ar aos pulmões e se fecha quando engolimos algo, a fim de bloquear a passagem do alimento para os pulmões e encaminhá-lo ao estômago.

Em alguns casos, a epiglote falha, o alimento segue para a laringe e para, bloqueando a passagem de ar até os pulmões e isso faz com que o organismo reaja com jatos de ar que são enviados pelas terminações nervosas da laringe. A saída do alimento ocorre pela boca ou nariz e marca o fim do engasgo.

O engasgo pode ser bastante perigoso se a vítima não for rapidamente socorrida, pois a falta de ar pode causar a morte. Por esse fato é importante que a pessoa engasgada tussa para expelir o alimento que bloqueia a epiglote. Caso a pessoa não consiga, pode-se aplicar a Manobra de Heimlich que é o melhor método para desobstruir as vias aéreas.

Procedimentos de socorro

Manobra de Heimlich – Posicione-se por trás e enlace a vítima com os braços ao redor do abdome (se for uma criança, ajoelhe-se primeiro), caso ela esteja consciente. Uma das mãos permanece fechada sobre a chamada “boca do estômago” (região epigástrica). A outra mão comprime a primeira, ao mesmo tempo em que empurra a “boca do estômago” para dentro e para cima, como se quisesse levantar a vítima do chão. Faça movimentos de compressão para dentro e para cima (como uma letra “J”), até que a vítima elimine o corpo estranho.

Como agir em caso de engasgo em bebês:

Coloque o bebê de bruços em cima do seu braço e faça cinco compressões entre as escápulas (no meio das costas). Vire o bebê de barriga para cima em seu braço e efetue mais cinco compressões sobre o esterno (osso que divide o peito ao meio), na altura dos mamilos. Tente visualizar o corpo estranho e retirá-lo da boca delicadamente. Se não conseguir, repita as compressões até a chegada a um serviço de emergência (pronto socorro ou hospital). Esses procedimentos são válidos somente se a criança ou o adulto engasgado estiverem conscientes. Vítimas inconscientes precisam de atendimento hospitalar rapidamente. Os primeiros socorros para asfixia ou engasgo devem ser tomados até que seja possível o atendimento especializado.

Dicas para prevenção

 Alimentos e objetos pequenos devem ficar longe do alcance de crianças de até 4 anos de idade.
– A criança deve ser alimentada sentada no cadeirão ou a mesa, não ficar andando, correndo ou brincando durante as refeições, com comida na boca.
– O alimento que será administrado à criança pequena deve ser cortado cuidadosamente em pedaços pequenos.
– A criança deve ser orientada a mastigar bem os alimentos.
– As refeições das crianças pequenas devem ser supervisionadas, crianças maiores muitas vezes oferecem alimentos perigosos para os irmãos menores.
– Ensinar a família a não ter em casa brinquedos com partes pequenas, que podem se destacar.
– Ressaltar o perigo de cordões, fraldas ou colares colocados ao redor do pescoço da criança.

foto: arquivo/Comando Notícia