CidadesIndaiatuba

Isolamento aos sábados em Indaiatuba cai 10% em um mês

O isolamento em Indaiatuba (SP) caiu cerca de 10% em um mês, apontam os dados do monitoramento do Governo do Estado de São Paulo. No primeiro sábado de abril, dia 4, a taxa de isolamento chegou ao ponto mais alto, 61%. No último sábado do mês, dia 25, a taxa de isolamento foi de 52%, uma queda de 9%.

Imagens de circularam nas redes sociais mostraram aglomerações em vários pontos da cidade, o que é contraindicado pelas autoridades de saúde. Nesta segunda-feira (27), o total de leitos com respirador em Indaiatuba chegou a 61% no Haoc, informou o boletim.

ISOLAMENTO EM INDAIATUBA AOS SÁBADOS
diataxa de isolamento
25/452%
18/454%
11/457%
4/461%
28/359%
21/359%
média57%
fonte: Governo do Estado SP

Estado de SP

O Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP) do Governo de São Paulo mostra que o percentual de isolamento social no Estado foi de 52% neste sábado (25). A central de inteligência analisa os dados de telefonia móvel para indicar tendências de deslocamento e apontar a eficácia das medidas de isolamento social. Com isso, é possível apontar em quais regiões a adesão à quarentena é maior e em quais as campanhas de conscientização precisam ser intensificadas, inclusive com apoio das prefeituras.

O isolamento social é uma medida importante neste momento para conter o avanço da pandemia no Estado, já que se evita aglomerações e o contágio pelo novo coronavírus. “Se nós não mantivermos o ‘Fique em Casa’ e a taxa de isolamento acima de 50%, (…) o sistema de saúde não dará conta do enfrentamento da epidemia”, lembra o Secretário da Saúde, José Henrique Germann Ferreira.

No momento, há acesso a dados referentes a 104 cidades maiores de 70 mil habitantes, que podem ser consultados. O sistema é atualizado diariamente para incluir informações de municípios.

O SIMI-SP é viabilizado por meio de acordo com as operadoras de telefonia Vivo, Claro, Oi e TIM para que o Governo de São Paulo possa consultar informações agregadas sobre deslocamento no Estado. As informações são aglutinadas e anonimizadas sem desrespeitar a privacidade de cada usuário. Os dados de georreferenciamento servem para aprimorar as medidas de isolamento social para enfrentamento ao coronavírus.

“É importante que as pessoas sigam a recomendação médica e de saúde: fiquem em casa. Se vocês ficarem em casa, vão proteger as suas vidas, as vidas dos seus familiares e vão nos ajudar também a passarmos rapidamente por essa crise no âmbito da saúde, no âmbito social e no âmbito econômico também”, afirmou o Governador João Doria, em entrevista coletiva de 23 de abril.

foto: reprodução