CulturaIndaiatuba

“Minha mãe é uma peça 3” é o lançamento de hoje; Frozen 2 estreia no dia 1º

MARCOS KIMURA*

Paulo Gustavo está e volta com o terceiro filme “Minha mãe é uma peça”, originada de um monólogo teatral em que o comediante interpreta sua própria mãe. No dia 1º, quarta-feira, que chega às telas a continuação de “Frozen”, a animação mais bem sucedida de todos os tempos.

Em “Minha mãe é uma peça 3”, Dona Hermínia (Paulo Gustavo) vai ter que se redescobrir e se reinventar porque seus filhos estão formando novas famílias. Essa supermãe vai ter que segurar a emoção para lidar com um novo cenário de vida: Marcelina (Mariana Xavier) está grávida e Juliano (Rodrigo Pandolfo) vai casar.

Para completar as confusões, Carlos Alberto (Herson Capri), seu ex-marido, que esteve sempre por perto, agora resolve se mudar para o apartamento ao lado. A direção desta vez é de Susana Garcia, que Gustavo conheceu em “Minha vida em Marte”, da amiga Mônica Martelli.

Let it Go!

Em 2013, a Disney lançou “Frozen”, uma animação que fugia da fórmula “princesa à espera de eu príncipe”, que tinha como protagonistas duas irmãs separadas na infância. O filme se tornou a animação de maior sucesso da história, tirando a nave-mãe do Mickey da sombra da afiliada Pixar, que até então mantinha os maiores sucessos do gênero do século.

Por outro lado, fez da canção “Let it go” a praga dos aniversários infantis durante um bom tempo, “Frozen II” volta à infância de Elsa e Anna, com as duas garotas descobrindo uma história do pai, quando ainda era príncipe de Arendelle. Ele conta às meninas a história de uma visita à floresta dos elementos, onde um acontecimento inesperado teria provocado a separação dos habitantes da cidade com os quatro elementos fundamentais: ar, fogo, terra e água.

Esta revelação ajudará Elsa a compreender a origem de seus poderes. A dupla Chris Bick e Jennifer Lee retorna à direção desta sequência, que tem a missão de superar ou ao menos repetir a bilheteria de mais de um bilhão de dólares do primeiro filme. Lançado em novembro nos EUA, já é a quarta bilheteria de animação da história e ultrapassou “Toy Story 4”.

fotos: reprodução