CidadesIndaiatuba

Missas não serão canceladas, mas Arquidiocese de Campinas pede cautela aos fiéis

A Arquidiocese de Campinas divulgou uma nota na sexta-feira (13) dizendo que “tem acompanhado atentamente o avanço da Epidemia/pandemia do COVID-19, doença causada pelo novo Coronavírus, e informa que tem seguido rigorosamente as orientações das autoridades de Saúde e dos profissionais atuantes no Hospital PUC-Campinas.”

O documento assinado pelo Arcebispo Metropolitano de Campinas, Dom Inácio Müller, informa que “por enquanto, não iremos fechar Igrejas, nem suspender celebrações ou reuniões, mas exortamos os Padres e lideranças religiosas a que procurem seguir as determinações acima e as da Autoridade civil da Cidade, orientando as pessoas no conhecimentos e cumprimento das mesmas.”

E prossegue. “Também conclamamos a todos para que estejamos unidos em oração, pedindo a Deus que nos dê força, coragem e esperança para que possamos superar em breve esta epidemia/pandemia. Que a bênção de Deus e a proteção materna de Maria, a Senhora dos Remédios, Mãe Imaculada, acompanhem a todos!”

A direção da Igreja retransmitiu algumas recomendações:

  • Sempre que alguém apresentar algum sintoma respiratório ou quadro de gripe, evitar comparecer em compromissos religiosos;
  • Idosos e portadores de doenças crônicas devem evitar locais com aglomeração de pessoas;
  • Higienizar as mãos após tocar em locais e superfícies que tenham acesso de muitas pessoas (corrimãos, maçanetas etc);
  • Higienizar bem as mãos com água e sabão ou álcool gel, várias vezes ao dia;
  • Evitar tocar olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, copos e toalhas;
  • Manter ambientes ventilados;
  • Após atividades coletivas, reforçar a higienização dos espaços e mobiliários utilizados;
  • Manter-se hidratado;
  • Cobrir a boca e o nariz com o braço ou lenços descartáveis, se tossir ou espirrar;
  • Que não haja o Rito do Abraço da Paz nas celebrações, nem rezar o Pai Nosso de mãos dadas; 
  • Nos cumprimentos, não abraçar e beijar;
  • Receber a Sagrada Eucaristia na mão,e não na boca;
  • Carregar seu álcool gel individual, sendo possível;

Quando procurar atendimento médico?

Pacientes com sintomas respiratórios, como febre e falta de ar e os que tiveram contato com pessoas portadoras do vírus (doença confirmada, suspeita ou histórico de viagem para áreas com transmissão local) devem procurar o médico.

foto: arquivo/Comando Notícia