CidadesIndaiatuba

“Mulheres se sentem muito mais à vontade comigo”, diz motorista da Number 1

HUGO ANTONELI JUNIOR 

Maria Angela sempre gostou de dirigir. Gosta tanto que hoje faz disso a profissão pela qual ganha a vida. Ela dirige profissionalmente há um ano e integra o time de motoristas mulheres do aplicativo de transporte indaiatubano Number 1. Além de ser mais barato aos passageiros, mais rentável aos motoristas, o app permite a escolha – por mulheres – de motoristas mulheres.

Mas nem tudo são flores. Ainda há preconceito por parte de alguns passageiros. “Já aconteceu de um homem pensar em recusar a corrida só porque era uma motorista mulher. quando cheguei ele comentou que não iria por eu ser mulher. Aí eu falei para ele que levaria a esposa e o filho e que ele ficaria”, conta. “Ele deu risada e entrou no carro”, completa. Ela conversou com o Comando Notícia nesta semana.

Em tempos de denúncias em várias partes do Brasil de motoristas que praticam algum tipo de violência contra a mulher, a opção da motorista também ser mulher dá segurança às usuárias do Number 1. “Quando eu transporto mulheres e até homossexuais, eles se sentem muito mais à vontade. Tanto para conversarem quanto pela segurança, por saberem que não haverá constrangimentos. Na Number 1 é possível esta escolha por parte da mulher e isso é uma garantia.”

Antes, Angela já tinha trabalhado como caixa de supermercado e chegou a vender bolos caseiros. “Hoje ser motorista é a minha profissão principal e pretendo ficar muitos anos nisso porque acho que me encontrei. Gosto de dirigir e gosto de pessoas. Graças a Deus encontrei mais pessoas boas do que ruins”, relata ela, que exibe um terço pendurado no retrovisor.

“Quando comecei a dirigir, nunca imaginei que trabalharia com isso. Lembro quando o transporte por aplicativo chegou ao Brasil e não me via fazendo isso. Mas aí sempre tinha vizinhos e amigos que pediam para eu levar ao médico, ao supermercado e um dia resolvi unir o útil ao agradável e comecei a trabalhar com o aplicativo”, afirma.

E o aplicativo de transporte Number 1 conseguiu unir também o essencial ao vital para sobreviver, segurança para a usuária e meio de ganhar a vida para a motorista.

fotos: Hugo Antoneli Junior/Comando Notícia