PolíciaSalto

Pai mata filho de 2 anos e abandona o corpo dentro de vala em Salto

COMANDO-UNO

Um Homem de 23 anos que confessou ter matado o filho de dois anos, disse a Guarda Civil, que após o crime jogou o corpo da criança no interior de uma mata dentro de uma vala.Tudo aconteceu na madrugada deste sábado (7),no Bairro Bela Vista, em Salto (SP).

Os guardas civis   em conversa  com o Comando Noticia informaram que foram solicitados para auxiliar  a Polícia Militar sobre o desaparecimento de  uma criança, ao chegar no local os guardas foram informados por policiais militares que receberam uma solicitação de uma mãe  dizendo que seu ex-companheiro estava em poder de seu filho,e passou a ameaçar que iria matar o menino para intimida-la.

E ainda relatou os policiais que o suspeito trajando calça preta, havia entrado no interior de um matagal, em poder de seu filho de dois anos, em seus braços, e de posse de uma faca, onde possivelmente iria mata- lo. Os guardas civis juntamente com os  polícias militares,realizaram buscas no meio da escuridão pela mata , por um longo tempo, porém sem sucesso de localizar alguém. Ao deixar o local uma viatura da guarda civil com os guardas Resende e Lucimari, avistaram na escuridão um homem saindo da mata , o qual foi abordado e identificado, de ser o suspeito do crime. Questionado o mesmo sobre o sumiço da criança, e se realmente estava com o seu  filho no interior do matagal, ele negou a fornecer a qualquer tipo de informação.

Ele foi encaminhado juntamente com a ex companheira até ao plantão policial para prestar esclarecimento a uma autoridade policial, onde novamente se negou a informar algo. A mãe da criança , que já estava separada de seu companheiro, já a três semanas, ela conta  que na noite de  sexta feira (6), deixou seu filho, aos cuidados da sogra , e quando retornou para buscar o filho , ele já não estava mais na casa. Ela ficou sabendo  que seu ex companheiro, havia pegado o menino  e  sumiu. Na Delegacia foi acionado o conselho tutelar para acompanhar o caso. Na persistência, o pai da criança foi convencido, e  resolveu confessar onde havia deixado a criança, ele indicou que o filho estaria em um local no meio do mato,ainda com vida.

Os guardas civis foram checar o local e nada foi constatado. Perguntado novamente ao acusado , ele começou a chorar, e disse   que havia tirado a vida  de  seu próprio filho, esganando o seu pescoço com as próprias mãos. Ainda ele revelou onde foi abandonado a criança , e levou  os guardas até o local exato ,sendo assim as guarnições novamente retornaram até o local indicado por ele, onde próximo a um  muro de um condomínio, no  meio de uma vegetação e pastagem. Os agentes  ao se aproximar de uma vala usando suas lanternas, avistou o corpo da criança jogada na posição de barriga para cima, já sem sinais vitais e com sangramento nas narinas. Diante dos fatos o acusado  foi encaminhado a Delegacia e atuado em flagrante pela morte de seu filho. A Polícia Civil ciente da situação determinou a preservação do local, e acionou a Pericia Regional de Sorocaba.

Fotos:Informações Guarda Civil de Salto