IndaiatubaPolícia

Polícia Civil prende três guardas; foram apreendidas drogas, armas e R$ 23 mil

HUGO ANTONELI JUNIOR

Uma operação da Polícia Civil teve como alvos guardas civis municipais de Indaiatuba (SP) na madrugada desta quinta-feira (25). Três foram presos sob mandado e um está foragido, segundo informou a investigação. Foram apreendidas drogas, arma e R$ 23 mil.

Leandro Maciel Bispo foi preso onde mora, no Jardim dos Colibris, os guardas Jonnathan Bernardo e Alexandre Campos se entregaram. Reinaldo Junio está foragido. A operação contou com o apoio de policiais civis de Campinas (SP) e do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra). As defesas dos investigados não se manifestaram até o momento.

Os policiais chegaram por volta das 5h30 na casa do guarda Bispo, onde encontraram cerca de R$ 23 mil, além de dois simulacros (armas de brinquedo), uma arma de uso pessoal e munições. Além dos mandados de prisão, houve também mandados de busca e apreensão. Um deles foi cumprido na sede da Guarda Civil, no Jardim Morada do Sol.  Lá foram encontradas porções de drogas, 12 de maconha, 14 de cocaína e 22 de crack. Pelo menos outros dois guardas foram à Delegacia prestar esclarecimentos.

A suspeita, de acordo com o delegado responsável, Luiz Fernando Dias de Oliveira, era que os guardas praticavam tortura, extorsão e até espancamento em alguns casos. O investigador da Polícia Civil informou que alguns casos foram relatados ao Ministério Público durante audiências de custódia e os casos eram atendidos sempre pelos mesmos guardas.

A Justiça autorizou a quebra de sigilo telefônico dos agentes de segurança e constatou conversas entre eles sobre as ações ilegais. As armas de brinquedo, por exemplo, podiam ser usadas para “plantar” provas durante abordagens, segundo relata. O número de vítimas não foi divulgado, mas a Polícia Civil estima que possa haver outros casos em que os guardas agiam para coagir as vítimas a mudar o depoimento ou mentir aos boletins de ocorrência.

Prefeitura

A Secretaria Municipal de Segurança Pública de Indaiatuba informou, via assessoria de imprensa, que foi notificada sobre a operação realizada pela Policia Civil “que levou à prisão guardas civis e que dois deles já estavam afastados a pedido do Ministério Público.”

A nota prossegue informando que “um procedimento administrativo foi aberto para acompanhar, analisar o caso e determinar as medidas cabíveis. A Secretaria se coloca à disposição para contribuir com as investigações e reforça seu compromisso com a ética, transparência e respeito, buscando um atuação focada na garantia do bem-estar do cidadão indaiatubano.”

LINHA DO TEMPO – veja como foi a operação

fotos: Reginaldo Rodrigues/Comando Uno/Comando Notícia