EsporteIndaiatuba

Primavera vence Osasco e segue invicto no Paulistão

HUGO ANTONELI JUNIOR

Quem viu o gol de Lukinhas aos cinco minutos de jogo poderia achar que seria uma partida de muitos gols no estádio Ítalo Mário Limongi, em Indaiatuba (SP), na tarde deste sábado (26), mas não foi. Um único chute alcançou as redes no jogo válido pela terceira rodada do Paulistão A-3, o suficiente para o Esporte Clube Primavera faturar mais três pontos, manter a invencibilidade e deixar o Osasco mais uma rodada sem vencer.

Lukinhas, que jogava no Rio de Janeiro, abriu o placar.

Assistiram a vitória de um a zero 462 torcedores pagantes. Na próxima rodada, o Primavera terá o jogo mais difícil até agora, contra o líder e 100% Velo Clube, na quarta-feira, dia 30, às 20 horas. Em Indaiatuba, o próximo jogo será no sábado, dia 2, às 16 horas, contra o Olímpia. Veja o lance a lance da partida clicando aqui.

O jogo

O Primavera começou melhor o jogo, tanto que abriu o placar logo aos cinco minutos de bola rolando com Lukinhas. Parecia que seria um passeio, pois o fantasma dominava as ações. Conforme o tempo foi passando, o Osasco tomou mais iniciativa e, por isso, equilibrou o jogo. Com o time mudado, principalmente com a titularidade de Roney (11) e a estreia como titular de Dhiego Lomba (10) o meio campo do Primavera estava mais leve e com toques mais rápidos.

Como fazia muito calor em Indaiatuba, o árbitro Edson Alves da Silva determinou o tempo técnico para hidratação dos atletas por volta das 28 minutos do primeiro tempo. O Osasco voltou melhor e começou a dominar mais a partida. O atacante Ingro, camisa 9 do time visitante, recebeu a bola na entrada da pequena área e mandou para as redes, só que para o lado de fora.

O clima chegou a esquentar ainda mais em uma sequência de faltas duras do time do Osasco. Mais “vontade” e mais perigo também. Em uma cobrança de escanteio, a bola ficou quicando na pequena área do Primavera até a zaga tirar. Em outra cobrança, a bola encontrou a cabeça do zagueiro Jeferson, que cabeceou para o gol. O goleiro Filipe só conseguiu torcer. E a torcida deu certo. A bola bateu na trave. Eram jogados já os acréscimos do primeiro tempo e o empate já parecia mais justo. Antes do intervalo, o Primavera ainda trocou Felipe (3) por Jesiel (13), provavelmente por lesão.

Segundo tempo

O Primavera voltou melhor para o segundo tempo. Lukinhas, o autor do gol, recebeu o cruzamento livre na pequena área e bateu fraco e no meio do gol. O goleiro Charles defendeu. A proposta do fantasma parecia ser pressionar mais o adversário na saída de bola, o que obrigou o arqueiro adversário a usar de chutões para sair jogando. Não foi lá um jogo tão bonito no segundo tempo.

A não ser o festival de ataques em impedimento do Primavera e os chutes sem direção do Osasco, algo importante só foi acontecer com meia hora de bola rolando. Franklin, do Osasco, deu uma entrada forte em uma falta no meio campo e terminou expulso. A confusão elevou os ânimos e deixou o jogo parado por cerca de três minutos. Antes, o técnico do Osasco, Marcus Vinícius, também foi expulso.

Para quem achava que o Primavera tomaria as rédeas do jogo, o Osasco passou a atacar mais. Apesar disso, o time visitante não conseguiu finalizar. Uma falta para o Osasco na casa dos 40 minutos do segundo tempo terminou com as unhas do torcedor primaverino. O goleiro Filipe fez uma grande defesa e ajudou a dar números finais à partida. O Primavera teve ainda duas chances de ampliar, mas não conseguiu.

O técnico Fernando Souza durante a vitória deste sábado.

Classificação

Com a vitória, o Primavera ganhou uma posição na tabela, de quarto para terceiro lugar. O Velo Clube lidera com nove pontos, seguido de Desportivo Brasil (7), Primavera (7), Barretos (6), Capivariano (6), Noroeste (5), Comercial (4), Batatais (4), São Bernardo (3), Taboão (2), Audax (2), Monte Azul (1), Rio Preto (1), São Carlos (1), Osasco (1) e Olímpia (0).

Ficha técnica

Escalação do Primavera: 1. Filipe, 2. Renan, 3. Felipe, 4. Guilherme, 5. Maurício, 6. Carlos, 7. Lucas Lopes, 8. Pedro, 9. Lukinha, 10. Diego Lomba e 11. Roney.

Escalação do Osasco: 1. Charles, 2. Calebe, 3. Jefão, 4. Guilherme, 5. Guilherme, 6. Lucas, 7. Artur, 8. Franklin, 9. Ingro, 10. Rosa, 11. Bruno. Técnico: Marcus Paulo.

Arbitragem: Edson Alves da Silva, assistente um: Denis Antonio Mistrelo, assistente dois: Leonardo Jose Rodolfo, e quarto árbitro: Caio Cesar da Costa Melo.

fotos: Hugo Antoneli Junior/Comando Notícia