CidadesCultura

Procura por biografias familiares cresce 30% em um ano

Segundo book advisor, esse tipo de obra é uma importante ferramenta para resgatar tradições em futuras gerações das famílias

Quem nunca teve curiosidade de saber a origem da sua família? Como foi a vida dos antepassados? Ou quis homenagear os avós ou pais com o registro de suas trajetórias? Isso é possível, através dos livros de família. Segmento do mercado editorial que ganha cada vez mais importância, os livros familiares são o resultado de um trabalho de resgate dos valores e das memórias para as próximas gerações. Com a pandemia e o temor de perder entes queridos e suas histórias, a procura pelos livros familiares cresceu.

As publicações dos livros de família costumam ser para o consumo interno delas, o que leva a uma tiragem adaptada para cada caso, podendo partir de 10 livros e chegar a 500 ou mais exemplares. De acordo com o book advisor Eduardo Villela, que assessora pessoas na construção e publicação de suas obras, os livros de família são instrumentos importantes para manter vivo o legado de uma geração. “Costumo dizer que o livro é um documento vivo daquilo que a pessoa ou a família é e viveu, já que reúne em suas páginas as lições e a contribuição de uma pessoa ou grupo para o mundo. Quando você decide retratar o seu próprio percurso ou o de sua família, você pode influenciar muito positivamente a trajetória das futuras gerações de sua família. Cada família tem valores e costumes próprios, como crenças, jeito de ser, hábitos alimentares etc. Registrar tudo isso num livro é de grande valia para a educação e os aprendizados de crianças, adolescentes e jovens de uma família”, explica Villela.

Além de relatar trajetórias e curiosidades de pessoas ou grupos, os livros desse tipo podem contar a história do lugar onde aquela pessoa ou família viveu. Muitas vezes esse relato pode se confundir com a história de um bairro ou até mesmo de uma cidade. A inclusão de fotografias antigas também é interessante para ilustrar essas histórias e ainda confere um charme adicional à obra.

Eduardo Villela é Book Advisor e assessora pessoas, famílias e empresas na escrita e publicação de seus livros. Trabalha com escrita e publicação de livros desde 2004. Já lançou mais de 600 livros de variados temas, entre eles comportamento e psicologia, gestão, negócios, universitários, técnicos, ciências humanas, interesse geral, biografias/autobiografias, livros de família e ficção infantojuvenil e adulta.

[email protected]

Foto: divulgação