IndaiatubaPolícia

Programa Caminho das Rosas apresenta aplicativo para mulheres com botão de pânico

A Secretaria de Segurança Pública de Indaiatuba desenvolveu o aplicativo SOS Caminho das Rosas, que funciona como um botão de pânico. O projeto desenvolvido pelo setor de Estatística e Desenvolvimento da Guarda Civil é uns dos pioneiros no Brasil, pois a integração dos sistemas auxilia o atendimento às vítimas.

Ao acionar o aplicativo SOS Caminho das Rosas, o alerta é encaminhado para o Coade e a viatura mais próxima da solicitante é informada imediatamente. Além do chamado os guardas recebem os dados do possível agressor e o sinal com a localização da vítima é reenviado a cada dois minutos.

A princípio só as mulheres que possuem medida protetiva de urgência expedida pelo juiz, através de solicitação do delegado poderão contar com o serviço. A secretária de Cultura e idealizadora do programa, Tânia Castanho, falou sobre o programa. “O Caminho das Rosas nasceu da necessidade de criarmos um programa de prevenção à violência contra a mulher, para que ela saiba a quem recorrer e onde procurar ajuda”, disse.

Lançado em setembro de 2017, o Ação Mulher é um projeto da Prefeitura de Indaiatuba que nasceu em um bate-papo informal com um grupo de empresárias e empreendedoras com a proposta de apresentar estratégias diferenciadas no oferecimento de oportunidades e possibilidades para as mulheres do município.

Como participar?

Para obter o aplicativo a mulher que possui a medida protetiva de urgência deve comparecer na sede da Guarda Civil, na avenida Ário Barnabé, 924, Jardim São Conrado, das 9h às 16h, com o GC De Sousa. Os documentos necessários são: um documento com foto, a medida protetiva, e um smartphone com sistema Android.

Neste primeiro momento o aplicativo não está disponível para iOS, mas o atendimento pelo 153 continua funcionando normalmente. Em caso de dúvidas as interessadas podem enviar e-mail para [email protected] ou ligar no telefone (19) 3935-1484.

Após realização do cadastro o aplicativo já estará em pleno funcionamento, e serão passadas as orientações sobre o aplicativo visando total segurança e efetividade de uso quando houver necessidade.

Como funciona?

Com uma apresentação bastante simples e intuitiva, o aplicativo funciona apenas um toque de dois segundos. Ao acionar o aplicativo SOS Caminho das Rosas, o alerta é encaminhado imediatamente via geolocalização para a viatura mais próxima da solicitante. Além do alerta os guardas recebem os dados do possível agressor e o sinal é reenviado a cada dois minutos com a localização da vítima.

Após o acionamento, o alerta contendo as informações cadastradas e a localização da vítima é enviado ao Coade, e uma mensagem com algumas dicas de procedimentos recomendados para agilizar o atendimento chegará para a solicitante. Após o primeiro envio, o botão não poderá ser acionado novamente até que uma viatura chegue no local e finalize o atendimento via sistema. O alerta também não poderá ser cancelado antes da presença da Guarda Civil no local.

Após acionamento do botão, é importante manter o aplicativo em execução com a tela desbloqueada, desta maneira será enviado automaticamente uma atualização de localização a cada dois minutos. Caso no meio do envio do alerta haja algum problema na coleta da localização ou perda de internet, o app automaticamente iniciará uma chamada de voz. O aplicativo necessita da localização ativa e como não é possível executar dois aplicativos que exigem localização ao mesmo tempo, é importante fechar apps como Google Maps, Uber, iFood entre outros.

Dados de violência doméstica atendidas pela Guarda Civil de Indaiatuba

Atendimentos realizados

2017 – 121 casos
2018 – 188 casos
2019 – 241 casos
2020 (de janeiro até 3 de março) – 55 casos

Pessoas presas em flagrante
2017 – 11
2018 – 22
2019 – 71
2020 (de janeiro até 3 de março) – 12

Foto: arquivo/Comando Notícia