IndaiatubaPolítica

Rogério Nogueira responde a matéria sobre o pedágio: “não era assunto daquela sessão”

Após a reportagem do Comando Notícia que mostrou que votou contra a emenda que daria isenção do pedágio, divulgada na quarta-feira (29), o deputado estadual Rogério Nogueira (DEM), da base do apoio do governador João Doria (PSDB), enviou uma nota ao Comando Notícia se justificando. A reportagem entrou em contato com a assessoria do deputado nove horas antes da matéria ser publicada, mas não obteve retorno oficial. O posicionamento foi enviado apenas 24 horas depois da solicitação. A nota é reproduzida na íntegra abaixo.

 

“Venho esclarecer os fatos relativos à última matéria divulgada neste portal, a respeito da votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que, em um de seus roteiros englobava a Emenda nº 60 apresentada pelo Deputado Bruno Ganem relativa à isenção do pedágio. Primeiramente, o que estava sendo votado era a LDO, a Lei que trata das economias do Governo do Estado, e portanto, não tratava de um projeto de lei que visava a isenção, mas sim uma RECOMENDAÇÃO ao Governador para que realizasse um estudo do contrato de concessão com a Colinas. Não se trata portanto de um Projeto de Lei, mas sim uma emenda à LDO. Portanto, sequer era assunto a ser discutido naquela sessão.

Ainda, a referida emenda já havia sido rejeitada na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), justamente por não ser objeto da votação da LDO. Nessa votação, participaram 73 Deputados, sendo que 72 votaram no Roteiro que excluía a referida emenda, tendo apenas o Deputado Bruno Ganem sido favorável. Isso porque, conforme dito, NÃO ERA ASSUNTO A SER DISCUTIDO NAQUELA SESSÃO.

Votamos no roteiro do Deputado Carlos Pignatari, que englobava as emendas que realmente faziam sentido para a votação da LDO. Portanto, eu jamais fui contra a isenção do pedágio, ao contrário, sou autor do PL nº 198/19 – que “Isenta do pagamento da tarifa de pedágio os veículos com placa de Indaiatuba”. Esse sim é um Projeto de Lei concreto, que quando aprovado tornará obrigatória a isenção do pedágio, em defesa dos interesses da população de Indaiatuba e do Estado de São Paulo.”

 

 

foto: arquivo/Comando Notícia.