CidadesIndaiatuba

Rompimento de adutora deixa bairros sem água em Indaiatuba

HUGO ANTONELI JUNIOR

Os bairros Jardim Morada do Sol (parte alta), João Pioli, Lauro Bueno, Jardim Paulista e Distrito Industrial, em Indaiatuba (SP), devem ficar sem água durante o período da tarde desta quinta-feira (16). O abastecimento deve voltar ao normal à noite, informou agora pouco o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), em nota via assessoria de imprensa. A causa é o rompimento de uma adutora na avenida Ário Barnabé, onde há obras de revitalização.

O Saae informou por nota que “rompeu a adutora que alimenta o Centro de Reservação (CR) Morada do Sol. Já fechamos o reservatório para esgotar a rede e realizar o conserto, que tem previsão de término para o início da noite. Deverá haver desabastecimento na parte alta da Morada do Sol: João Pioli, Lauro Bueno, Jardim Paulista, Distrito Industrial e adjacências. Estamos colocando um comunicado em nosso site, face e insta com a relação de todos os bairros.”

Obras na Ário

Quem passa pela avenida Ário Barnabé, no Jardim Morada do Sol, em Indaiatuba (SP), já vê a sinalização para as obras de revitalização das vias. O prazo para as interdições, segundo os responsáveis, é de um ano. O custo da obra é de R$ 5,6 milhões. O primeiro trecho que recebeu sinalização na quarta-feira (1º) foi o sentido Centro bairro do primeiro quarteirão mais próximo à avenida Francisco de Paula Leite.

Alguns comerciantes são contra

Uma reunião convocada por comerciantes que discordam das obras aconteceu em março e eles chegaram a ir na sessão da Câmara de vereadores. Eles disseram que não foram consultados e que a reunião realizada com a administração pública não foi aberta para sugestões. A Prefeitura, em nota, informou que “durante a reunião de apresentação do projeto a maioria dos comerciantes aprovou as mudanças e alguns não, o que é normal nesse tipo de obra.”

Ouvidos pelo Comando Notícia, alguns deles desmentem. “A gente tentou fazer algumas perguntas, entender como vai acontecer, mas ninguém deixou a gente falar”, conta um deles, que preferiu não ser identificado. “Não tem uma justificativa uma obra tão cara dessas e os comerciantes, que são os mais interessados, não foram ouvidos. Teve só essa reunião para informar que as obras vão começar e pronto”, diz outro.

foto: Reprodução/Comando Notícia