CidadesSalto

Salto passa a contar com frota de caminhões compactadores 100% elétricos

A cidade de Salto passa a contar com a frota de caminhões compactadores – coleta domiciliar de resíduos – 100% elétrica, ou seja, movidos a energia limpa.

O evento de entrega dos cinco veículos foi realizado nesta quarta-feira (6), no Pavilhão da Artes, em parceria entre a Prefeitura de Salto e a CSO Ambiental. A solenidade contou com a presença do Prefeito de Salto, Geraldo Garcia, do gerente comercial da Corpus Saneamento e Obras, Ricardo Valente, do presidente da Câmara, Lafaiete Pinheiro dos Santos, dos vereadores: Álvaro Pacheco, Clodoaldo Martins, Luiz Carlos Batista, José Benedito de Carvalho (Macaia), Divaldo Aparecido dos Santos, do secretário do Meio Ambiente, Ângelo César Turqui Piva e demais autoridades.

Na vanguarda da preservação do meio ambiente, Salto será o primeiro município do país a realizar, integralmente, a coleta domiciliar de resíduos com veículos movidos a energia limpa. Cada caminhão deixará de emitir mensalmente 14 toneladas de CO2, um dos principais responsáveis pelo efeito estufa, além de outros gases nocivos à saúde que podem causar doenças pulmonares e cardiovasculares. Os veículos devem entrar em operação ainda nesta semana.

Caminhão mais limpo se reflete na qualidade de vida da população. Outro ponto que vai impactar diretamente o munícipe é a diminuição do ruído. Silencioso, os veículos colaboram para deixar a cidade mais tranquila e agradável, principalmente durante a realização do serviço no turno da noite.

“Esta entrega faz parte de um grande projeto que a cidade vem desenvolvendo na questão ambiental. Salto faz a lição de casa, com a coleta de resíduos, reciclagem de materiais, tratamento de esgoto e agora mais uma vez, a parceria com a CSO resulta em um grande avanço para o município que preza a qualidade de vida dos cidadãos em todos os aspectos”, destacou o prefeito Geraldo Garcia.

O projeto inovador foi possível graças ao novo modelo de gestão firmado entre a municipalidade e o Grupo Corpus, empresa detentora da CSO Ambiental, concessionária que realiza o serviço de limpeza urbana da cidade. Todo o trabalho desenvolvido em Salto prioriza os dispositivos da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) através do estímulo ao reaproveitamento, da não geração de resíduos e a redução do uso de bens finitos.

Ao longo da parceria o município vem conseguindo estimular a reciclagem e o consumo consciente de matérias através da educação e da disponibilização de diversas formas para o descarte correto de resíduos, como Ecopontos e Pontos de Entregas Voluntários (PEVs), que estão espalhados por toda região.

Juntos, Prefeitura e empresa desenvolvem ainda projetos de coleta diferenciados em feiras-livres, escolas e na área de saúde, fazendo com que o ciclo sustentável já seja uma realidade na Estância Turística de Salto. Resto de merenda escolar, podas de árvores e demais materiais orgânicos recolhidos são enviados para a compostagem, que retornam como adubo orgânico para o município e são utilizados em seus parques e jardins.

A cidade também valoriza os restos de materiais de Construção Civil, que são reaproveitados em obras para confecção de espaços de caminhadas, parques, áreas de praças, operação “tapa-buraco” e nas melhorias das estradas rurais e calçamento.

Curiosidades do caminhão

Os caminhões adquiridos pela CSO Ambiental possuem baterias de fosfato de ferro lítio que são recicláveis e podem durar até 30 anos. O veículo tem capacidade de 200 kWh, uma autonomia de mais de 8 horas de operação. A bateria não vicia e recarrega em no máximo duas horas.

Os especialistas da empresa participaram de todo o desenvolvimento do veículo e do seu implemento, visando também a segurança dos colaboradores. Por isso, o veículo ganhou câmera na traseira e um comunicador que permite ao motorista acompanhar e trocar informações com os coletores.

Quem está no volante também não precisa passar marcha. Automatizado, diminui o esforço físico do colaborador, que também não precisa mais descer do caminhão para descarregar o lixo no aterro sanitário.

O estribo, aquela plataforma aonde o coletor fica, é mais largo, seguro e confortável. O equipamento que levanta o contêiner, agora, ganhou uma trava e detalhes em borracha, diminuindo ainda mais o barulho durante o serviço. Todos os comandos realizados para compactar são eletro hidráulicos e podem ser realizados dos dois lados.

A válvula de retenção que segura a tampa do compactador foi superdimensionada para, em caso de quebra, não cair e machucar o coletor. Todo o caminhão é mais limpo e utiliza menos componentes mecânicos (são 40 deles somente, enquanto um motor convencional possui três mil itens, aproximadamente).