CidadesIndaiatuba

Transporte coletivo em Indaiatuba tem atraso e protesto na garagem da SOU

P0r volta das 5h da manhã de quarta-feira (12) houve protesto na garagem da SOU Indaiatuba. Segundo o Sindicato, as reivindicações aconteceram  por vários motivos; dentre eles: horas a mais na jornada de trabalho, falta de pagamento de hora extra e do valor correto de pagamento das férias, descumprimento da medida provisória 936, a falta de informação nos holerites – que segundo os motoristas não apresentam os valores corretos de ganho –  ameaças de demissão, pagamento ilegal de batidas e avarias nos ônibus, atraso do FGTS, atraso do INSS e falta de Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) na empresa.

Segundo os funcionários, há mais de dois meses que são cobradas respostas da empresa sobre os assuntos citados, mas até o momento nenhuma solução ou explicação foi apresentada.

A Prefeitura de Indaiatuba havia informado na manhã da quarta-feira (12) que poderia haver atrasos nas linhas de ônibus, especialmente no período da manhã, por conta da paralisação. Ainda segundo a Prefeitura, os motoristas alegaram atrasos nos salários e impediram que os veículos saíssem da garagem, no entanto, após averiguação do Departamento de Transportes junto à empresa, verificou-se que os pagamentos de todos eles estão em dia, quatro manifestantes estão em gozo de férias e um outro estava em seu dia de folga.

Em nota, a Prefeitura disse que “Os supostos manifestantes, com o auxílio de um diretor dissidente do sindicato da categoria, travaram o portão da garagem da Sou Indaiatuba e ainda deitaram na frente dos carros, obstruindo a saída dos ônibus. Somente com o auxílio da Guarda Civil foi possível interromper a ação dos manifestantes para que os ônibus iniciassem os trajetos diários”.

Foto: arquivo/Comando Notícia.