IndaiatubaPolítica

Um mês antes da posse, Ganem fala sobre pedágio, Gaspar e eleições 2020

HUGO ANTONELI JUNIOR

Um mês antes de tomar posse, o deputado estadual eleito Bruno Ganem (PODEMOS) falou ao Comando Notícia sobre os preparativos para o mandato, as articulações políticas, os projetos que pretende apresentar e ainda revelou bastidores da relação com a atual administração da Prefeitura de Indaiatuba (SP).

Abaixo você confere algumas partes de respostas sobre alguns assuntos tratados. Ganem falou sobre o partido, sobre ser candidato a prefeito no ano que vem e até de uma ligação do ex-prefeito Reinaldo Nogueira (PV). A entrevista aconteceu no escritório particular na Vila Bérgamo, em Indaiatuba (SP).

Candidato a prefeito?

“Hoje meu foco é ser um excelente deputado estadual. Vamos, sim, na construção de um grupo fortalecer cada vez mais um projeto para o município. É muito importante. Quem vai ser [candidato], não quero adiantar este processo. Até como a gente citou, tenho muitas responsabilidades com o governo que está aí. Eu quero que eles [Prefeitura] acertem. Porque se eles acertam, a cidade vai ficar melhor. Quem vai ser [candidato] vai ser lá na frente. Certamente [o grupo] terá candidato. Todos sabem, temos um projeto para a cidade e ele é conhecido.”

Ligação do ex-prefeito Reinaldo Nogueira

“Queria registrar que o próprio ex-prefeito Reinaldo Nogueira (PV) entrou em contato comigo. Achei um gesto legal e por isso entrei em contato com eles [Rogério e Gaspar]. Foi uma conversa bem simples, bem protocolar, realmente, no sentido de até falar da importância do mandato para o município. E ele está correto. O deputado tem que servir ao município.”

Relação com a Prefeitura

“Em um primeiro momento, [a relação] começou a caminhar para ser boa. Entrei em contato com o Rogério e com o [prefeito Nilson] Gaspar (MDB) para me colocar à disposição. Sou um deputado do município e tenho que servir ao município. O prefeito certamente tem muitas demandas e estou à disposição sem dúvida alguma. Quando aconteceu aquela novela entre o primeiro e o segundo turno do governo do Estado, teve toda aquela repercussão negativa e ficou esquisita a coisa. A temperatura aumentou um pouquinho. Tenho certeza que ele [Gaspar] terá a maturidade e eu também terei para ver o que a cidade necessita. Se é para ter disputa, que seja para ver quem consegue melhorias, mais recursos. Nunca no sentido de nivelar por baixo.”

Pedágio

As pessoas estão muito descrentes, justamente por tudo o que aconteceu no ano passado. Parecia que ia. Na prática, eu e o Rogério [Nogueira, DEM] e todos os deputados que sentem que representam Indaiatuba tem o papel de fazer a mediação entre os poderes Executivo Municipal, Estadual e a própria empresa [AB Colinas]. O atual governador [João Doria, PSDB] tem uma relação muito melhor com a Prefeitura do que o antigo. Vamos torcer e trabalhar por isso.

Causa animal

“Tenho um trabalho voltado para Indaiatuba e uma agenda na causa animal. Foi por isso que eu tive votos em mais de 500 municípios. O Estado inteiro tem demandas, além do Samu Animal de Campinas, lá em Sorocaba, Sertãozinho, para onde eu vou na semana que vem. A gente quer cobrar e ajudar.

Posse

“A gente está construindo uma série de procedimentos daqui que foi discutido nas eleições, principalmente os meios para a conquista daquilo que a população, a cidade precisam. Tem também a formação da equipe, criar um trabalho harmonioso. A gente tem pensando no município algumas questões bem fortes principalmente na questão da saúde, que avançou bastante. A própria UTI [Unidade de Terapia Intensiva] Pediátrica graças ao esforço da Prefeitura, do Haoc e da deputada Renata Abreu (PODEMOS), que conseguiu recurso. Nós fizemos a mediação. Eu ainda não sou deputado, mas é importante sempre destacarmos a função do deputado, que é unir, mediar sobre assuntos.”

foto: reprodução/Comando Notícia