campinasCidades

Unicamp tem 77,6 mil inscritos para Vestibular 2021 e registra recorde de alunos da rede pública

SP - UNICAMP/VESTIBULAR - GERAL - Movimentação na Unicamp, em Campinas (SP), nesta sexta-feira (21). A Unicamp realiza a primeira fase do vestibular neste domingo (23). 21/11/2014 - Foto: RENATO CÉSAR PEREIRA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/PAGOS

A Unicamp recebeu 77.653 inscrições para o Vestibular 2021, que terá as provas aplicadas entre janeiro e fevereiro do ano que vem. Segundo a comissão organizadora (Comvest), o número de candidatos é maior do que o registrado no ano anterior, quando houve 72.859 candidatos. Além disso, a Universidade de Campinas (SP) registrou recorde de inscritos que estudam na rede pública.

Os estudantes irão concorrer a 3.237 vagas distribuídas em 69 cursos de graduação nos campi de Campinas, Limeira (SP) e Piracicaba (SP). O Vestibular 2021 inclui as 639 vagas que seriam disponibilizadas pelo Enem, já que o uso do exame nacional foi cancelado por incompatibilidade de calendário.

As provas da primeira fase ocorreram entre 6 e 7 de janeiro, enquanto a segunda fase será aplicada nos dias 7 e 8 de fevereiro. A Comvest promete divulgar os locais de prova em 11 de dezembro.

Candidatos da rede pública
Dos 77.653 mil inscritos, 34,2% são estudantes de escolas públicas, o que corresponde a 26.557 mil candidatos. Segundo a Comvest, este é o maior percentual já registrado nos vestibulares. No pleito anterior, 32,2% dos candidatos eram da rede pública.

“O número de candidatos isentos subiu quatro pontos percentuais, passando de 10,1% no Vestibular 2020, para 14,1% este ano, marca também nunca alcançada”, informou a Comvest, em nota.

Já o percentual de candidatos autodeclarados pretos e pardos teve leve diminuição, de 21,3% para 21% dos candidatos inscritos, informou a Comvest. O índice do Vestibular 2019 foi de 21,8%.

Conteúdos
Neste ano, os cursos mais procurados são de medicina, arquitetura e urbanismo; ciências biológicas; comunicação social-midialogia; ciência da computação; engenharia da computação; farmácia; história; ciências econômicas e enfermagem.

 

1ª fase

Com as reduções de conteúdos, o tempo máximo de prova passa de cinco para quatro horas.

Para cada dia de aplicação haverá uma prova única para todos os candidatos das áreas daquela data. O exame é formado por 72 questões objetivas, distribuídas da seguinte forma:

  • 12 questões de língua portuguesa e literatura;
  • 12 de matemática;
  • 8 de cada disciplina: biologia, física, geografia/sociologia, história/filosofia, inglês e química.

 

2ª fase

Esta fase do vestibular terá formato inalterado e, com isso, ela segue com o seguinte padrão:

Primeiro dia: oito questões de português, duas interdisciplinares de inglês e uma redação (composta por duas propostas de textos para que o candidato execute apenas uma).

Segundo dia: seis questões de matemática; duas questões interdisciplinares de ciências humanas; duas questões interdisciplinares de ciências da natureza; e parte específica por área.

Lista de livros do vestibular 2021

  • Sonetos escolhidos, de Camões;
  • Sobrevivendo no Inferno, do grupo Racionais Mc’s;
  • O Espelho, de Machado de Assis;
  • O Marinheiro, de Fernando Pessoa;
  • A Falência, de Júlia Lopes de Almeida;
  • O Ateneu, de Raul Pompeia;
  • Sermões, de Antonio Vieira.

*Foram excluídas desta edição as seguintes obras literárias: A teus pés; O seminário dos ratos; História do cerco de Lisboa; Quarto de despejo; A cabra vadia.

Com informações de G1 Campinas.