CidadesIndaiatuba

Vacina da gripe esgota de novo em Indaiatuba, diz Prefeitura

A Prefeitura de Indaiatuba por meio da Secretaria de Saúde informa que estão esgotadas as vacinas contra a gripe em todas as Unidades de Saúde. Por tanto, os idosos não devem sair de casa até novo comunicado de reabastecimento. O município recebeu mais 7.800 doses, somando até o momento 15.600 doses aplicadas desde segunda-feira (23). Estamos cobrando o Estado para nova remessa, mas ainda não há previsão de envio.

A primeira vez que acabou foi na segunda (23) o município recebeu 7.800 doses e está cobrando o Estado para nova remessa. A previsão é que novo lote seja recebido na quarta-feira (25). Indaiatuba possui uma população de aproximadamente 22 mil pessoas maiores de 60 anos. Não foi só em Indaiatuba que faltou, mas em mais de 400 cidades do Estado. O lote chegou na terça (24).

Vacinação

A Divisão de Imunização estadual orientou todas as regiões e cidades quanto à dinâmica de atendimento especial. Seguindo a legislação, deverão ser priorizados os idosos com mais de 80 anos e haverá triagem diferenciada. A expectativa é imunizar 90% da população-alvo de 15,4 milhões de moradores de SP contra o vírus Influenza durante toda a campanha. O início foi antecipado com apoio do Instituto Butantan, que acelerou a produção das 75 milhões de doses da vacina que serão utilizadas na campanha nacional.

Neste ano, ocorrerá em três etapas definidas pelo Ministério da Saúde, responsável por encaminhar as doses aos Estados. A primeira começa no dia 23, voltada a idosos e trabalhadores da saúde, totalizando 6,1 milhões de pessoas nessa etapa. A partir do dia 16 de abril serão vacinados os professores, equipes que trabalham nas forças de segurança e salvamento e pacientes com doenças crônicas, como asma, diabetes, doenças imunossupressoras e outras.

No dia 9 de maio começa a terceira etapa que será para gestantes, puérperas (com até 45 dias após o parto), crianças a partir de seis meses e menores de seis anos, povos indígenas e demais grupos prioritários, inclusive dois novos públicos inseridos a partir deste ano: os adultos de 55 a 59 anos e as pessoas com deficiência (física, auditiva, visual, intelectual e mental ou múltipla). Na data de início dessa última etapa também está previsto o “Dia D” de Mobilização Nacional, quando os postos deverão funcionar no sábado, das 8h às 17h.

foto: divulgação