CidadesIndaiatuba

Escorpiões: pais, direção e Secretaria da Educação se reúnem no Laura Fahl

HUGO ANTONELI JUNIOR

Pais, mães e responsáveis de alunos do Complexo Educacional Laura Fahl se reuniram com a direção e com a secretária de Educação municipal, Rita de Cássia Trasferetti, na manhã desta quinta-feira (14) na própria unidade escolar, no Parque das Nações, em Indaiatuba (SP). O motivo foi o aparecimento de escorpiões no local. Foram duas reuniões, uma às 7 horas e outra às 9. Na reunião, Rita explicou as medidas que a Prefeitura tomou após a picada de escorpião que um funcionário da escola tomou no dia 30 de janeiro. O funcionário foi socorrido no Haoc, porque Indaiatuba não tem soro antiescorpiônico, mas passa bem atualmente.

De acordo com o coordenador do Programa Municipal de Controle da Dengue de Indaiatuba, Ulisses Bernardinetti, foram encontrados 11 escorpiões na unidade. Mães e fontes que não quiseram se identificar falam em mais de 30. As aulas permanecem normalmente, apesar de alguns pais preferirem não enviar os filhos para a rotina escolar. Outros estão levando apenas meio período.

A quadra com piso de madeira, outra fonte de reclamação das mães, deve ser reaberta na segunda-feira, dia 18, segundo informou Rita, mas isso pode mudar por causa da manifestação das mães que foram vistoriar o local após a primeira reunião. Uma delas saiu da escola com um pedaço de madeira que teria tirado do local.

“Falaram na reunião que estava vedado e arrumado, mas vimos que não. Alguns ralos estão com papelão em cima, está sujo, muitos pombos. Falaram que limparam. Mas é mentira”, disseram algumas delas ao Comando Notícia. A maior reivindicação delas é que as aulas sejam suspensas.

Foto tirada pelos pais na manhã desta quinta-feira, 14.
Pais flagraram problemas na escola durante vistoria nesta quinta, 14.
Ralo estava com papelão nesta quinta, 14, disseram as mães.

A Secretaria de Educação informa que após a picada ao funcionário da escola, foram duas imunizações feitas no local. Uma em seguida e outra no sábado, dia 9. As mães, porém, dizem que não foram avisadas. “Poderia dar uma reação no meu filho e eu nem fiquei sabendo que passaram veneno”, diz uma delas.

“Funcionários nos falaram anonimamente que alguns passaram mal”, afirmou outra. Rita de Cássia informou, em entrevista ao vivo ao Comando Notícia, que passam pelo local todos os dias cerca de mil pessoas entre alunos (800), funcionários (150) e pais. “Vamos avaliar caso a caso”, respondeu se havia chance de suspender as aulas.

Precauções

A Secretaria Municipal de Educação informa que devido às chuvas que vem correndo desde o início do ano foi verificada a presença de escorpiões no Complexo Educacional “Profª Laura Fahl Corrêa” e uma série de providências foram adotadas para combater e prevenir novos aparecimentos. A equipe da Vigilância Sanitária foi acionada logo após o ocorrido e realizou uma vistoria na escola, orientando sobre as medidas preventivas para evitar o aparecimento de escorpiões.

As primeiras ações tomadas foram a substituição dos ralos comuns por ralos abre e fecha (escamoteáveis); vedação da lateral da quadra (fechamento de vãos); colocação de telas milimétricas nas grelhas de piso; limpeza geral da escola com vistoria em locais de guarda de materiais e busca ativa diária. No sábado, dia 9, com o prédio vazio, foi realizada uma dedetização contra escorpiões e todas as recomendações técnicas foram tomadas.

fotos: Reginaldo Rodrigues/Comando Uno/Comando Notícia