Polícia

Mulher esfaqueada não corre mais risco de morte; Polícia espera determinação da prisão

HUGO ANTONELI JUNIOR

INDAIATUBA – Ainda sem previsão de alta, a mulher de 43 anos que foi esfaqueada pelo ex-marido na semana passada não corre mais risco de morrer, de acordo com informações da família para o Comando Notícia. Ela está internada na Unicamp, em Campinas.

Quanto ao agressor, de acordo com o delegado da Polícia Civil, responsável pela investigação, Danilo Amancio Leme, até a tarde de terça-feira (21) o juiz ainda não havia despachado o pedido de prisão, feito por ele na terça-feira passada, dia seguinte ao crime. Enquanto isso, o agressor pode mesmo ter voltado à cidade, pois não está, oficialmente, foragido.

O advogado do homem que desferiu facadas na mãe dos filhos chegou a ir à Delegacia falando que o cliente poderia se entregar e fazer um acordo, mas nada se concretizou, ainda segundo o delegado. A prisão preventiva – sem prazo de vencimento, pode ser determinada a qualquer momento e a buscas podem começar.

O caso

Na segunda-feira (13), quando chegava ao trabalho com o novo companheiro, ela foi agredida e esfaqueada pelo ex-marido e pai dos três filhos. O agressor tentou suicídio, mas acabou desistindo e fugiu sentido Campinas.

foto: arquivo/Comando Notícia