Comando Noticias– Seu Portal de Notícias em Indaiatuba - 19/09/2018

Publicado em: 07 fevereiro 2018

Prefeitura anuncia Sancetur e promete “melhor transporte público do Brasil”

De acordo com a empresa, são 66 novos veículos em um investimento de R$ 35 milhões.

HUGO ANTONELI JUNIOR

INDAIATUBA – Prometendo o “melhor transporte público do Brasil”, a Prefeitura e a Santa Cecília Turismo (Sancetur) apresentaram nesta quarta-feira (7), os novos ônibus da frota que rodarão na cidade a partir de meia noite de sábado, dia 10 de fevereiro. Começou o período de cadastramento para quem precisa usar cartão de gratuidade, meia entrada ou recarregar com créditos. O sindicato promete uma greve geral.

De acordo com a empresa, são 66 novos veículos em um investimento de R$ 35 milhões. Sobre a contratação dos funcionários da Companhia de Transportes de Indaiatuba (Citi), da Rápido Sumaré, os representantes da Sancetur apresentaram um documento datado do dia 31 de janeiro e assinado se comprometendo a dar preferência de contratação aos que trabalham na Citi, empresa responsável até sexta-feira, dia 9, pelos serviços.

O prefeito Nilson Gaspar (PMDB) afirmou que no ano passado, quando assumiu, “a empresa [Rápido Sumaré] pediu três meses” para se adequar às regras do contrato de concessão, mas que ele deu o dobro de tempo combinado. Sobre a paralisação que o sindicato promoveu em frente à Prefeitura, Gaspar disse que “quem quer parar, vai para a garagem” e que não entendia a movimentação. Sobre a dívida que a Citi paga relativa às multas recebidas pela antiga concessionária, a Indaiatubana, o prefeito afirmou que “precisa ver com eles, a nossa parte a gente fez”.

O responsável pelo jurídico da Prefeitura, Wanderley José Boni, disse que haverá “guerra judicial”, mas que a administração vai “brigar até o último momento”. Sobre a nova ação que a Citi ingressou, afirmou que “a Prefeitura cumprirá todas as decisões da Justiça”.

Sindicato paralisa trabalhadores em frente à Prefeitura

O Sindicato dos Rodoviários convocou uma paralisação para a frente da Prefeitura para o mesmo horário da apresentação dos novos veículos. Mais de cem trabalhadores participaram da ação, paralisando cerca de 30% da frota inicialmente e, por volta das 10h30, 100% das linhas não estava rodando. Tudo voltou ao normal às 11h.

O Comando Notícia transmitiu ao vivo imagens de frente à Prefeitura do início da paralisação, que causou transtornos no trânsito, um quase confronto dos manifestantes com guardas. Depois, deu novas informações, novamente ao vivo. E mostrou o retorno dos serviços dos coletivos, pouco antes do meio dia, com imagens da praça Dom Pedro II, no Centro.

“Atos irresponsáveis do prefeito”

Em nota, a Rápido Sumaré afirma que ingressou com nova ação judicial para recorrer da decisão que a impede de continuar trabalhando em Indaiatuba pois entende que, em momento algum, deixou de cumprir o contrato assinado com a Prefeitura.

Lamentamos a paralisação de hoje feita pelo Sindicato dos Rodoviários, primeiro reflexo das medidas irresponsáveis tomadas pelo atual prefeito, que culminarão com a demissão de centenas de trabalhadores. É de conhecimento da opinião pública que os ônibus da outra empresa não têm o posto de trabalho dos cobradores. A nossa prerrogativa sempre foi a de manter os postos de trabalho.

A Rápido Sumaré reitera os compromissos assumidos com a população e com a qualidade do transporte. A nova ação judicial impetrada na segunda-feira tem como objetivo garantir os direitos dos usuários e também dos colaboradores. A Rápido Sumaré não coaduna com os interesses escusos envolvidos nesses atos irresponsáveis praticados pelo senhor prefeito municipal.

Polêmicas

Por lei municipal em vigor há 16 anos, o motorista não pode exercer a função de cobrador. Sobre isso, na coletiva, os representantes da Sancetur afirmaram que “cumprem o que diz a Legislação e que farão as adequações necessárias”. O prefeito e o representante jurídico da Prefeitura confirmaram que a Lei está em vigor, e prevê multa de R$ 10 mil em caso de descumprimento por dia e por ônibus que apresentar esta configuração.

Os ônibus da Sou Indaiatuba apresentados à imprensa na manhã desta quarta-feira, porém, não tem lugar para cobradores inicialmente, mas os representantes da empresa pediram paciência para os usuários porque com o início das operações pode haver mudanças.

Novos ônibus

A nova frota, de acordo com a empresa, está totalmente equipada com ar condicionado, carregadores para celular via USB, internet Wi-Fi, poltronas especiais, monitoramento via GPS por câmeras e acessibilidade para Pessoas com Deficiência (PcD). Não haverá alteração no preço das passagens, atualmente em R$ 3,50, e serão 27 linhas mais uma experimental para os bairros Sabiás, Tucanos e Andorinhas, além de manter o tempo de integração em uma hora, conforme a Citi anunciou ter feito recentemente.

Fotos: Giuliano Miranda RIC/PMI

Notícias relacionadas

Siga nossa página no facebook

error: Conteúdo Protegido!