CidadesIndaiatuba

Protesto contra a reforma da Previdência percorre o Centro de Indaiatuba

HUGO ANTONELI JUNIOR

Professores e funcionários públicos unidos marcharam contra a reforma da Previdência na manhã de sexta-feira (22) em Indaiatuba (SP). Atendendo o chamado dos principais sindicatos do País, a Apeoesp (dos professores) e o sindicato dos servidores públicos municipais se organizaram e percorreram diversas ruas no Centro gritando palavras de ordem em um ato que durou cerca de duas horas. O Comando Notícia foi o único veículo de imprensa a transmitir todo o ato ao vivo (assista abaixo).

De acordo com a Apeoesp, 400 professores aderiram à paralisação, mas nem todos participaram da caminhada. A Guarda Civil e o Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) fizeram o percurso com os manifestantes. Guardas estimaram que o público foi entre 250 e 300 pessoas. Após o ato, um ônibus foi até São Paulo participar dos protestos marcados para a capital. Algumas escolas não tiveram aula nesta sexta.

v

Os manifestantes se reuniram primeiramente na Praça Dom Pedro II. Lá tiveram a palavra livre e diversos representantes e trabalhadores que tomaram a palavra. Alguns professores usavam um apito entre uma fala e outra para mostrar apoio à pauta. A aglomeração atingiu o ápice por volta das 9h30 e a caminhada se iniciou perto das 10 horas.

Com uma faixa protestando contra a reforma na frente, eles percorreram primeiramente a rua Onze de Junho em direção à avenida Presidente Vargas. Depois, acessaram a rua Doutor Oswaldo Cruz e desceram a rua Vinte e Quatro de Maio até a subsede da Apeoesp, na Cinco de Julho. O trânsito ia sendo bloqueado conforme as pessoas passavam, mas o fluxo de veículos nestes pontos era moderado e não houve problemas ao motorista que passou pelo local.

fotos: Benedito Fonseca