Comando Noticias– Seu Portal de Notícias em Indaiatuba - 20/02/2018

Publicado em: 12 fevereiro 2018

Citi espera nova decisão da Justiça ainda esta semana

Empresa divulgou uma nota nesta segunda-feira (12) criticando a Prefeitura.

IMG_5619

INDAIATUBA – Apesar de ter a decisão liminar derrubada no sábado (10), a Companhia de Transporte Público de Indaiatuba (Citi), da Rápido Sumaré, tentará uma nova decisão judicial nos próximos dias. Internamente, segundo apurou o Comando Notícia, a empresa espera uma nova decisão ainda esta semana, provavelmente a partir de quarta-feira, dia 15, quando o judiciário volta do feriado de Carnaval.

Alguns funcionários ouvidos pelo Comando Notícia também confirmaram, sob anonimato, que tentaram ir até a Sou Indaiatuba, da Santa Cecília Turismo (Sancetur) para serem contratados, mas a empresa – ainda segundo o que contaram -, afirmou que não há mais vagas. Na apresentação dos ônibus na semana passada, os representantes da Sou afirmaram que contratariam todos os funcionários da Citi.




Em nota divulgada nesta segunda-feira (12), a empresa Rápido Sumaré afirmou que “vem a público para informar que não foi notificada pela Justiça sobre qualquer cassação junto ao Tribunal de Justiça da liminar concedida pelo juízo da Comarca de Indaiatuba. É lamentável a forma abrupta com que a fiscalização da Prefeitura Municipal tratou a empresa e, especialmente seus funcionários e os usuários, impedindo a operação regular da empresa e a prestação de um serviço público essencial. É ainda mais lamentável que interesses próprios do senhor prefeito municipal se sobreponham ao interesse de toda a população de Indaiatuba. A Rápido Sumaré reitera seu compromisso com suas centenas de funcionários e com os milhares de usuários do sistema. E lutará até o fim para que a real Justiça seja feita.

DSC_3186 cópia

Confusão

A Citi operava em Indaiatuba com uma liminar desde novembro. No dia 31 de janeiro uma decisão devolveu para as mãos da Prefeitura o transporte na cidade e a mesma decretou que a Sancetur assumiria em 10 de fevereiro. A administração marcou, então, para quarta-feira (7) a apresentação dos novos coletivos e anunciou na ocasião que queria promover o “melhor transporte público” do Brasil.

O Sindicato dos Rodoviários chegou a convocar uma greve, mas depois recuou e os ônibus circularam normalmente nesta sexta-feira (9). A reivindicação é que a empresa nova contratasse também os cobradores, já que é proibido por lei o acúmulo das funções.

foto: divulgação

Notícias relacionadas

Siga nossa página no facebook
error: Conteúdo Protegido!