CidadesIndaiatuba

Candidatos a federal, Clelia, Maropo, Spíndola e Wolf falam sobre saúde ao Comando Notícia

Na quarta reportagem do Comando Notícia com os candidatos de Indaiatuba, os postulantes a federal falam sobre a saúde. Os temas anteriores foram: impostos (estadual), corrupção (federais) e emprego (estadual). A série de entrevistas terá temas todos os dias, inclusive aos sábados e domingos. Todos, em ordem alfabética, Clélia Santos (PRTB), Felipe Maropo (Psol), Ricardo Spíndola (AVANTE) e Rinaldo Wolf (PT) responderam. Hélio Ribeiro (PSB) não respondeu.

Quais suas propostas na área da saúde?

Clelia Santos (PRTB)

“Primeiro a saúde precisa ser trabalhada junto aos funcionários que atende a população. Criar projeto de lei que seja abrangente na qualificação de todos os funcionários da rede pública de saúde. Trabalhar através de projetos de Lei e parcerias para prevenção de doenças. Trabalhar junto ao governo do estado, para multidões de saúde, para diminuir as filas de espera, para atendimento médico ou exames.”

Felipe Maropo (Psol)

“Revogação da Emenda Constitucional 95; aumentar o financiamento federal na saúde pública; expandir e fortalecer a rede pública na atenção primária, secundária e terciária e na provisão de medicamentos; desprivatizar o SUS e regulamentar o mercado da Saúde; lutar pela ampliação do programa Farmácia Popular; facilitar o acesso aos medicamentos de alto custo; redução de barreiras impostas pela atual lei de propriedade intelectual – proteção de patentes – que impedem o acesso a medicamentos, pela imposição de preços extorsivos; fim do loteamento político-partidário de cargos no Ministério da Saúde”

Ricardo Spíndola (AVANTE)

“Primeiramente, destaco a educação. Levar conhecimento preventivo às pessoas diminuirá gastos em hospitais e liberará leitos, hoje ocupados por pessoas com doenças evitáveis, além de evitar sofrimento desnecessário. Com o número de pessoas com a saúde comprometida, será muito difícil termos estrutura suficiente para tratar todos. Informação e qualidade de vida, prevenir ao invés de remediar são soluções que podemos colocar de forma imediata. Além disso, apoiar a agricultura orgânica. Não podemos permitir que sejam usados agrotóxicos proibidos no mundo inteiro. Ingerimos litros de veneno todos os anos sem fiscalização. Isso precisa acabar!”

Rinaldo Wolf (PT)

“O SUS sempre foi a política mais inclusiva do país, pois atende a toda população brasileira. Então, como deputado federal, temos o compromisso de defender o SUS e continuar a luta pela implantação total do SUS, como direito social de todo povo brasileiro e dever do Estado. Como luta inicial, temos que revogar a Emenda Constitucional 95 que congela investimentos no SUS por 20 anos. A EC 95, já está causando estragos na saúde. Atualmente temos um aumento da mortalidade infantil e diminuição da cobertura vacinal e, consequentemente, a volta de doenças evitáveis. Vamos buscar aumento imediato e progressivo do financiamento da saúde, valorização dos trabalhadores da saúde, articular politica entre município, estado e união, buscar investimento no complexo econômico-industrial da saúde e dialogar permanentemente com a sociedade civil sobre o direito à saúde.”

fotos: divulgação