Polícia

Justiça determina prisão de acusado de esfaquear ex-mulher

NÚBIA ISTELA

INDAIATUBA – Foi expedido nesta quinta-feira (23) o mandado de prisão contra Edvaldo dos Santos, de 50 anos, acusado de esfaquear a ex-mulher no Pau Preto. Segundo o delegado da Polícia Civil Danilo Amancio Leme, o ex-marido da vítima é considerado foragido pela Justiça. O Comando Notícia transmitiu ao vivo da Delegacia a entrevista com o delegado.

De acordo com o delegado, o advogado do acusado chegou a entrar em contato, porém disse que ia conversar com seu cliente, sobre a possibilidade de se entregar. “O agressor é procurado pela polícia. A prisão preventiva foi decretada e, neste caso, ele ficará preso até o julgamento”, afirmou.

20171123_171207

O pedido de prisão foi feito no dia seguinte ao crime, mas a Justiça só expediu nesta quinta-feira (23) e o Comando Notícia divulga a foto do acusado a pedido da Polícia Civil. A defesa dele não foi encontrada para comentar.

A vítima, de 43 anos, está internada na Unicamp, em Campinas, sem perigo de morrer, mas ainda sem previsão de alta, de acordo com a família.

Medida protetiva

A foto divulgada pela Polícia Civil é de um inquérito anterior. De acordo com o delegado, a mulher já tinha pedido proteção da Justiça contra o companheiro. Na época, ele enviou uma carta à investigação. A foto, com uma corda no pescoço, foi anexada ao inquérito.

O tom ameaçador, confirmado à família pelo Comando Notícia no dia do acontecimento, aparece nas páginas do processo. Edvaldo ameaçava se matar caso a mulher o abandonasse e ameaçou a família várias vezes antes de praticar o crime.

O caso

Uma mulher de 43 anos foi esfaqueada pelo ex-marido, de 47 anos, na manhã desta segunda-feira (13), na rua João da Fonseca Bicudo, Jardim Pau Preto. O agressor fugiu em uma moto, jogou a faca alguns quarteirões à frente, tentou suicídio no pontilhão entre a avenida Presidente Vargas e a SP-75, mas desistiu, deixou a camisa e fugiu sentido Campinas.

De acordo com o homem que estava com a vítima no momento dos fatos, eles foram levar a filha dela de quatro anos até a creche. Depois disso, a mulher ia entrar no trabalho, mas quando eles pararam o carro, o ex em uma moto desceu e começou a ameaçar. “Ele perguntou quem iria morrer primeiro”, contou ao Comando Notícia. O ex-marido então agarrou a mulher e a agrediu. Quando ela caiu no chão, esfaqueou-a. Foram entre quatro e sete facadas.

 fotos: reprodução