IndaiatubaPolíciaPolítica

Prefeitura nega que secretário de segurança vai cair após crise na Guarda

HUGO ANTONELI JUNIOR

Prisões de guardas, afastamentos e a necessidade de esclarecimento de alguns integrantes da Guarda Civil de Indaiatuba (SP) à Justiça poderiam custar o cargo do secretário municipal de Segurança, Alexandre Guedes Pinto. Ele está no posto desde 2009, há dez anos.

O Comando Notícia apurou que a crise interna na Prefeitura de Indaiatuba se agravou ainda mais após o pedido de afastamento de oito guardas civis na sexta-feira (3). A Prefeitura, porém, via assessoria de imprensa, nega que ele tenha entregado o cargo ou sido demitido pelo prefeito Nilson Gaspar (MDB).

Guedes disse internamente a guardas nesta semana que os rumores de saída são apenas boatos. O Comando Notícia apurou que reuniões no início da semana selaram a continuidade do secretário. Apesar disso, outras fontes confirmam o clima delicado entre ele e alguns outros secretários municipais. Antes disso, Gaspar saiu em defesa da Guarda e disse publicamente no final de semana que câmeras seriam instaladas para filmar as abordagens.

Secretário de segurança de Indaiatuba, Alexandre Guedes. foto: arquivo/Comando Notícia

Crise interna

A reportagem apurou que alguns nomes chegaram a ser sondados para substituir Guedes. O desligamento dos equipamentos de ar condicionado no ano passado expôs um racha interno entre os agentes de segurança municipais. Alguns entre os mais antigos, segundo confirmou o Comando Notícia, estavam insatisfeitos pelo tratamento dado a alguns guardas mais novatos. O vazamento dos salários de alguns guardas recentemente deixou o clima ainda mais insustentável.

A investigação contra alguns guardas, que terminou na prisão de quatro deles e em buscas dentro da sede da corporação no Morada do Sol, reacendeu a insatisfação com o comando da Guarda, conforme apurado anonimamente pelo Comando Notícia com alguns dos membros. A sondagem por alguns nomes ventila nos corredores da corporação e da Prefeitura.

Alexandre Guedes é secretário de Segurança de Indaiatuba (SP) desde 2009. Assessorou o ex-prefeito Reinaldo Nogueira (PV). Atuou como Secretário Executivo da Região Metropolitana de Campinas de 2003 a 2004 e como Secretário Parlamentar na Câmara dos Deputados em Brasília entre 2007 e 2008.

foto: arquivo/Prefeitura